A hora e a vez do copo de Nutella

Parece que os fabricantes de requeijão decidiram em bloco pôr fim aos copos de vidro, substituindo-os por antipáticos copos plásticos com tampas difíceis de encaixar. Todo mundo sabe que as embalagens de vidro de requeijão funcionavam muito bem como copos de uso geral em casa. Eram um caso bem sucedido de embalagem que se transformava em utilidade doméstica, ampliando consideravelmente o ciclo de vida do bem. A iniciativa da indústria de laticínios de acabar com os copos de vidro foi antiecológica, pois substituiu uma utilidade com ciclo longo por outra descartável e de impacto ambiental maior.

Comentei com uma colega de trabalho que a partir de agora o recurso do cidadão pão-duro e ecológico é apelar para os copos de Nutella. Ela me lembrou que Nutella não é barato e que deve ser pouco consumido por pessoas de baixa renda. Inconformado, fui ao supermercado conferir os preços e cheguei a uma conclusão bombástica: copos vazios de qualidade custam mais caro do que copos cheios com Nutella. Como os copos de Nutella são bonitinhos e reforçados, não tenho dúvida: lá em casa, de agora em diante, copos de uso geral só se for de Nutella. Além de mais baratos e ecológicos, vêm cheios com o delicioso creme de avelã.

Depois desta propaganda gratuita, bem que a Ferrero podia me presentear com 12 Nutellas para eu ter um jogo de copos completo lá em casa.

Veja também: Minimalismo Nutella

Assista ao vídeo e reflita sobre o sentido mais amplo do minimalismo.

Sua opinião me interessa