A máquina de lavar para o consumidor ecológico

Existem lavadoras de roupa para todos os gostos e bolsos à venda no Brasil. Quem quiser fazer uma boa compra deve lembrar que o preço do aparelho é apenas um dos itens a considerar na hora de fechar negócio. A máquina de lavar consome energia elétrica e água e o custo desses insumos tem que ser computado no custo total do eletrodoméstico. Uma máquina barata, mas ineficiente pode ficar mais cara no longo prazo do que outra de preço mais alto, mas com alta eficiência. Além disso, consumo baixo de energia e água é uma exigência do consumidor preocupado com o meio ambiente.

A escolha de uma máquina de lavar começa pelo tipo de aparelho. O Inmetro avalia quatro tipos de máquinas: semi-automáticas, automáticas de topo, automáticas laterais e automáticas com secagem. Na média, podemos classificar esses tipos da seguinte forma:

Semi-automáticas

Preço: $

Comodidade: Limitada.

Eficiência de lavagem: Média

Consumo de energia elétrica: Muito baixo

Consumo de água: Alto.

A grande vantagem dessas máquinas é o preço baixo que as torna mais acessíveis a pessoas de baixa renda. O consumo de água delas, porém é o mais alto entre os tipos avaliados pelo Inmetro.

Automáticas com abertura superior

Preço: $$

Comodidade: Boa.

Eficiência de lavagem: Alta

Consumo de energia elétrica: Baixo

Consumo de água: Médio.

São máquinas de preço médio e consumo de água razoável. São uma opção interessante para o consumidor ecológico.

Automáticas com abertura frontal

Preço: $$$

Comodidade: Boa.

Eficiência de lavagem: Alta

Consumo de energia elétrica: Baixo

Consumo de água: Baixo.

As máquinas automáticas com tampa lateral não vendem muito no Brasil e, talvez, isso influencie em seu preço mais alto. Não fosse o preço, elas seriam a escolha natural do cidadão consciente, pois aliam consumo de energia baixo ao menor consumo de água. Quem está disposto a pagar um pouco mais pode recuperar parte do investimento no longo prazo pela economia de água e energia.

Automáticas com abertura frontal e secagem

Preço: $$$$

Comodidade: Muito boa.

Eficiência de lavagem: Alta

Consumo de energia elétrica: Alto

Consumo de água: Baixo.

O problema com essas máquinas, além do preço alto, é o consumo de energia elétrica para secar a roupa. No Brasil temos tempo bom na maior parte do ano e, por isso, a necessidade de usar a secagem forçada é questionável. A maioria dos brasileiros consegue secar sua roupa no varal sem problemas.

Vale lembrar que o melhor rendimento da máquina só é alcançado enchendo o cesto e usando ciclos de lavagem básicos. Quem lava a roupa aos pouquinhos, sem usar a capacidade total da máquina ou usando ciclos com enxágue duplo, por exemplo, está desperdiçando água e energia. Desperdiça também tempo que poderia ser usado para fazer coisas mais interessantes do que lavar roupa.

Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Cadastre os aparelhos e deixe o Excel calcular o consumo previsto de energia para sua casa, escritório, loja, condomínio, empresa, etc. Você pode criar várias unidades de consumo, cada uma com vários cenários. Assim, você verifica se o seu consumo está dentro do previsto, pode testar o impacto de uma reforma ou troca de aparelhos ou até estimar o gasto de uma unidade que ainda vai ser construída. Faça o download da versão grátis.

Assista ao vídeo para conhecer o funcionamento da planilha.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Sua opinião me interessa