Como viver sem as sacolinhas descartáveis?

Quando você decide fazer uma mudança simples em sua vida em favor do meio ambiente percebe como as coisas estão organizadas para nossa comodidade e nem um pouco para a sustentabilidade. À primeira vista parece fácil: para viver sem sacolinhas descartáveis basta comprar uma sacola de pano e ir às compras com ela debaixo do braço. Se você vai à mercearia da esquina comprar três ou quatro itens, tudo bem. Mas e quem vai ao supermercado fazer uma compra grande? Terá que levar várias sacolas, ou nenhuma, se for de carro e não tiver que subir escadas ao chegar no prédio. Lá em casa, temos ido ao supermercado próximo a pé levando várias sacolas reusáveis.

O outro problema de quem decide viver sem sacolinhas é o descarte do lixo. Todo mundo sabe que as pessoas querem as sacolinhas para embalar o lixo. Andando pelas ruas é fácil perceber como a coleta urbana se organizou para depender de sacolinhas. Na frente das casas vemos lixeiras elevadas e abertas desenhadas para acomodar lixo embalado. Nos condomínios, vemos depósitos de lixo com tampa, mas fixos no chão. Se o lixo não estiver embalado, não há como tirá-lo de dentro do depósito. Ainda é raro ver lixeiras basculantes que são a grande sacada, pois podem receber o lixo diretamente sem embalar. O lixeiro manuseia facilmente esse tipo de lixeira porque ela tem rodinhas e como é bem vedada, não causa problemas sanitários.

Ainda vai levar um tempo até a nossa sociedade comodista se adaptar ao modelo sustentável de vida. Uma iniciativa depende de outra, mas temos que começar de algum modo, por isso, que tal sair às compras com uma sacola ecológica e bem transada. E gaste com moderação, né? Seu bolso e o meio ambiente agradecem.

Veja também: Ambientalistas que se culpam por nascer

Sua opinião me interessa