O show deve continuar, mas sem animais

Esta semana eu voltava para casa ouvindo a Hora do Brasil no rádio do carro. Fiquei sabendo que será formada uma comissão para definir regras sobre o uso de animais em espetáculos públicos, em especial, os circenses. A comissão interministerial tem mais de duzentos dias para fazer consultas à sociedade. Depois disso, será criado um projeto de lei que regulamentará o uso de animais em atividades de entretenimento. Pelo que entendi, ninguém está cogitando a proibição, mas sim de disciplinar a prática. Enquanto isso, os animais de circo continuam confinados em jaulas, alguns deles submetidos a tratamento cruel.

Eu entendo que o circo é uma atividade de grande valor cultural que remonta há séculos e que resiste apesar de toda evolução tecnológica da indústria do entretenimento. Entendo que a arte do circo precisa ser protegida e preservada, mas os animais precisam igualmente de proteção. Por trás daquele belo espetáculo em que o domador coloca a cabela  na boca do leão e o elefante coloca a pata no peito da bailarina deitada pode estar uma história de maus tratos e condições degradantes de vida para os animais. Será que o circo precisa continuar explorando animais exóticos e selvagens para se manter vivo?

Preservar o circo ou os animais? Parece que estamos diante de um dilema insolúvel em que não dá para resolver os dois problemas simultaneamente. Felizmente, o dilema é ilusório. O circo sem os animais não será o mesmo, mas continuará sendo circo. O Cirque de Soleil que o diga.

Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Cadastre os aparelhos e deixe o Excel calcular o consumo previsto de energia para sua casa, escritório, loja, condomínio, empresa, etc. Você pode criar várias unidades de consumo, cada uma com vários cenários. Assim, você verifica se o seu consumo está dentro do previsto, pode testar o impacto de uma reforma ou troca de aparelhos ou até estimar o gasto de uma unidade que ainda vai ser construída. Faça o download da versão grátis.

Assista ao vídeo para conhecer o funcionamento da planilha.

Sua opinião me interessa