Pequenas grandes ideias ambientais: coleta de lixo eletrônico multimarcas

Quando você começa a separar o lixo, aos poucos vai entendendo que se trata de uma mistura complexa e que a separação bem feita não é fácil. Alguns tipos de lixo são um desafio para o cidadão consciente que deseja ver todos os seus resíduos indo para o destino ideal. O lixo eletrônico é um exemplo de resíduo que dá dor de cabeça para descartar corretamente.

Não se deve jogar um celular velho no lixo comum, obviamente. O certo é enviá-lo para uma empresa especializada nesse tipo de reciclagem sofisticada. Fabricantes de celular como Nokia e Motorola têm programas de reciclagem para seus aparelhos. O problema é que cada empresa só cuida do seu produto e são poucos os postos de coleta. Lá em casa, por exemplo, havia dois celulares Motorola velhos na gaveta que eu queria mandar para a reciclagem. No site da Motorola fiquei sabendo que existe um posto de coleta em Curitiba na assistência autorizada da empresa, que para mim fica do outro lado da cidade. Tudo bem, eu poderia ir até lá cumprir meu dever cívico de cuidar do meio ambiente, mas além dos aparelhos Motorola, eu tinha dois da Siemens para descartar. Deu para perceber que apesar da louvável iniciativa dessas empresas reciclarem seus próprios aparelhos é preciso melhorar a logística senão a reciclagem do lixo eletrônico não vai decolar. Que bom se tivéssemos pontos de coleta em cada esquina e que cada um deles recolhesse todo tipo de lixo eletrônico.

Antes de desistir, pesquisei na Internet e encontrei uma alternativa. A operadora Claro tem vários pontos de coleta em suas lojas espalhadas pela cidade. Lá, eu posso deixar celulares velhos sem restrição de marca ou de operadora. Uma boa idéia, é Claro! (o merchandising gratuito é reconhecimento pela responsabilidade social da operadora). Resolvi em uma só pernada o descarte desses poluentes gadgets e suas baterias de metal pesado. Meu próximo desafio é dar um jeito no museu de mouses, teclados e placas de computador que estão engavetados lá em casa.

Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Cadastre os aparelhos e deixe o Excel calcular o consumo previsto de energia para sua casa, escritório, loja, condomínio, empresa, etc. Você pode criar várias unidades de consumo, cada uma com vários cenários. Assim, você verifica se o seu consumo está dentro do previsto, pode testar o impacto de uma reforma ou troca de aparelhos ou até estimar o gasto de uma unidade que ainda vai ser construída. Faça o download da versão grátis.

Assista ao vídeo para conhecer o funcionamento da planilha.

Sua opinião me interessa