Quem compraria um telefone celular sem carregador?

Os principais fabricantes de aparelhos celulares fecharam acordo em 2009 para adotar carregadores de bateria universais a partir de 2012. A ideia é permitir que o consumidor possa usar o mesmo carregador com qualquer celular que venha a comprar, independente de marca, modelo ou tipo. As vantagens do carregador universal são inúmeras: você não precisa comprar carregador novo quando troca de celular e pode emprestar o carregador para um colega que tem aparelho de outra marca. Para o meio ambiente também há vantagens, pois a adoção dos carregadores universais evitará a produção de milhares de toneladas de lixo eletrônico todo ano. Como as pessoas trocam de celular com muita frequência, acabam acumulando carregadores em perfeitas condições de uso, mas que se tornam inúteis por não serem compatíveis com o aparelho recém-adquirido.


Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Baixe a planilha e faça um cálculo preciso do consumo de energia elétrica em sua casa. Download Assista ao vídeo e veja como usar a planilha.

Continue lendo “Quem compraria um telefone celular sem carregador?”

Os refrigeradores mais econômicos do Brasil 2011

O Inmetro divulgou seu relatório 2011 do programa nacional de etiquetagem para refrigeradores. As planilhas trazem 319 modelos e os dez mais econômicos estão na lista abaixo. Como era de se esperar a maior economia de energia é alcançada pelos modelos tradicionais de uma porta sem sistema frost-free. Apenas um modelo frost-free de porta única está entre os dez mais econômicos. Não incluímos os frigobares na tabela pois consideramos que o uso deles é distinto dos refrigeradores de cozinha, mas juntamos na mesma planilha os quatro tipos que o Inmetro analisa separadamente.

Continue lendo “Os refrigeradores mais econômicos do Brasil 2011”

Os televisores mais econômicos do Brasil 2011

O televisor é um item de peso no consumo de energia elétrica da casa. Em muitas residências encontramos dois ou mais aparelhos e o tempo que permanecem ligados diariamente é longo. Além disso, o tamanho das telas têm aumentado com o passar dos anos. Até alguns anos atrás o normal era comprar uma TV de 21 polegadas. Hoje o sonho de consumo da maioria das pessoas é o televisor 42”. Está certo que as novas tecnologias são mais eficientes do ponto de vista energético, mas com o aumento das telas o consumo mensal absoluto só aumenta. Outra dúvida do consumidor ecológico é em relação à tecnologia das TVs. Qual delas é mais econômica? LED, LCD ou plasma?

Continue lendo “Os televisores mais econômicos do Brasil 2011”

Seja ecológico, desligue seu computador

Não precisa desligar o computador agora. Pode ler este post com calma, mas pense em quanto tempo você mantém seu computador ligado diariamente. Em dias úteis, eu passo mais de dez horas por dia diante de um computador. Ele é minha ferramenta de trabalho e de lazer e o consumo de energia com esse uso intenso não pode ser ignorado. Adotando as melhores práticas dá para reduzir muito o consumo do computador; pena que poucos prestem atenção a esta questão a começar pela indústria que raramente divulga o consumo de seus aparelhos ou mostra preocupação em torná-los mais eficientes. Consultando as tabelas do Energy Star encontramos diferenças enormes de eficiência energética entre aparelhos  Um computador pode consumir o triplo do que outro de configuração similar. Os usuários também não prestam muita atenção no consumo de seus computadores como se fosse algo desprezível. Já vi gente sair de férias deixando o computador ligado no escritório. Para ser mais convincente no que estou dizendo, vamos às dicas e aos números.

Continue lendo “Seja ecológico, desligue seu computador”

A TV LED dominou geral

Qual tecnologia de TV é melhor para o meio ambiente? LED, LCD, plasma ou RCT? Há um ano atrás as primeiras TVs LED chegaram às lojas brasileiras custando praticamente o dobro do preço das similares LCD e plasma. Hoje, a oferta de modelos de TVs LED aumentou e o preço caiu. Agora as três tecnologias do momento (LED, LCD e plasma) são ofertadas com preços bem próximos entre si, logo o custo não é mais o item decisivo na escolha de uma tecnologia de TV. É claro que o consumidor ainda dispõe da velha tecnologia RCT das televisões com tubo de imagem, que está perdendo espaço e não compete em qualidade de imagem com as tecnologias mais novas, mas continua sendo a opção mais barata. Com a chegada da tecnologia digital, porém, as TVs CRT estão com os dias contados.

Continue lendo “A TV LED dominou geral”