Obstrução

Já que no meio do caminho tinha uma fiação por que não fazer disso um ensaio desfotográfico? Aqui em Curitiba temos vários prédios de interesse histórico, arquitetônico, fotogênicos enfim. Quase sempre a vontade de fotografa-los fica reprimida por uma maçaroca de fios. Tudo bem, enterrar a fiação custa caro e temos outras prioridades pela frente, mas pelo menos nas áreas turísticas poderia haver um cuidado maior com a poluição visual.

Obstrução da paisagem

 

Read more

Curitiba em detalhes II

Mais uma vez percorrendo Curitiba em busca de detalhes marcantes que definem a cidade. Garimpando aqui e ali os detalhes vão aparecendo para quem estiver de olhos abertos e câmera na mão.

pinha calçada petit pavet Curitiba

Ainda faltam muitos detalhes para clicar certamente, mas as caminhadas continuam.

Read more

Sakura de inverno

Aqui em Curitiba a florada das cerejeiras acontece no auge do inverno. Existem muitas cerejeiras pela cidade mas os lugares mais fotogênicos para vê-las florindo são o Jardim Botânico, a Praça do Japão e a Rua XV de Novembro (Rua das Flores).

Banco de jardim com flores de cerejeira

Read more

Yes, nós temos viaduto estaiado

Os fotógrafos (inclusive eu) ganharam um novo marco visual curitibano para apontar suas lentes: o viaduto estaiado sobre a Avenida das Torres. Ainda sem nome oficial, o viaduto na Rua Coronel Francisco H. dos Santos está liberado para circulação de veículos e vem causando polêmica. Com 225m de extensão e um mastro de 74 metros de altura, o número que mais impressiona nessa obra é o seu custo: R$ 112 milhões (até agora). É como se cada um dos 1,9 milhão de curitibanos desembolsasse R$ 59,00 para ver a obra concluída. Tudo bem, o viaduto vai encantar os turistas que passarem por baixo dele no trajeto aeroporto-centro ao chegarem à cidade para a Copa, além dos curitibanos da gema (como eu) que poderão postar fotos do arrojado viaduto no Facebook.

Viaduto estaiado - Curitiba

 

Read more

Curitiba em detalhes

Quando eu comecei a fotografar parti do princípio que bons motivos estavam perto de mim. Fotografar a minha cidade natal era a opção natural. Andar pelas ruas com olhos bem abertos e tentar encontrar aqueles detalhes que contem algo importante sobre a alma da cidade, mas que  passam desapercebidos na correria do dia-a-dia. Não estou falando de marcos visuais majestosos, nem de pontos turísticos oficiais. Uma porta, uma luminária, uma placa podem dizer mais sobre a cidade do que palácios e avenidas largas.

Estação de ônibus tubo em Curitiba

Read more

Scroll To Top