Arquivo da categoria: Para começar

Taxonomia de recursos

A abundância de recursos retóricos é característica da maioria dos tratados de Retórica, inclusive este. Provavelmente, em função dessa abundância e da disparidade entre os recursos retóricos, houve, tradicionalmente, considerável dispêndio de esforço para classificá-los. Em alguns casos, esse dispêndio drenou toda a atenção dos retóricos, e o que deveria ser uma prática acessória tornou-se principal escopo da Retórica.

Continue lendo Taxonomia de recursos

Retórica e Estilística

A Retórica ocupa-se daquilo que torna o discurso específico e de como esta especificidade contribui para a sua eficácia. Já a Estilística, como área de conhecimento, ocupa-se das especificidades típicas. Neste sentido, nem a Retórica nem a Estilística definem estilos.

Na história da Retórica, porém, constantemente os retóricos se ocupavam de estabelecer estilos. Quando se escrevia nos tratados de Retórica que o discurso devia ter um exórdio, uma partição, uma argumentação, um epílogo, etc., definia-se um estilo. Quando se dizia que o discurso devia ser claro, elevado, harmonioso, etc., estava-se a definir estilo.

Continue lendo Retórica e Estilística

Retórica e teoria da informação

A Teoria da Informação foi desenvolvida num ambiente de engenharia e serve para solucionar problemas técnicos de telecomunicação relativos à transmissão de informação. Sua maior preocupação é transmitir informação o mais economicamente possível. Em princípio, isto interessa à Retórica. Então a pergunta: como a Teoria da Informação pode contribuir para o desenvolvimento da Retórica? Talvez possamos responder analisando o que aconteceu em outras áreas do conhecimento.

Continue lendo Retórica e teoria da informação