Flexão do substantivo em gênero

Os substantivos em português podem apresentar dois gêneros: masculino e feminino, no entanto, apresentam vários comportamentos com relação à essa categoria. Vejamos quais são as possibilidades na tabela a seguir.

Substantivo
ClassificaçãoGênero com função semântica?Flexionado  em gênero?Tem gênero implícito?Flexão dos determinantes
ligados
Exemplos
BiformesSimSimNãoConcordam com a flexão
do substantivo que concorda
com o contexto.
Menino/menina

 

Gato/gata

Ministro/ministra

HeterônimosSimNãoSimConcordam com o gênero
implícito.
Homem/mulher

 

Touro/vaca

Cachorro/cadela

Comuns de doisSimNãoNãoConcordam com o contexto.O estudante/a estudante

 

O poeta/a poeta

O motorista/a motorista

SobrecomunsNãoNãoSim.Concordam com o gênero
implícito.
A criança

 

A testemunha

O cônjuge

EpicenosNãoNãoSimConcordam com o gênero
implícito.
O jacaré macho/
o jacaré fêmea

 

A mosca macho/a mosca fêmea

NeutrosNãoNãoSimConcordam com o
gênero implícito.
O garfo

 

A faca

A colher

O prato

Gênero implícito

O gênero implícito é uma solução da língua portuguesa que garante a concordância sintática das frases. Nos substantivos neutros, por exemplo, o gênero não tem função semântica, pois a utensílios como garfofaca, colher e prato, não se pode atribuir característica semântica de sexo. Apesar dessa impossibilidade, a estrutura gramatical das frases em português exige concordância de gênero entre termos sintáticos, como no caso dos grupamentos artigo + adjetivos + substantivo. Para que isso ocorra, boa parte dos substantivos recebe convencionalmente um gênero implícito. Daí, resulta: o garfoa facao pratoa colher, cada um associado a um gênero, sem que haja razão semântica nessa atribuição.

Formação do gênero implícito

Embora seja possível captar alguns padrões aqui e ali, no geral, a atribuição do gênero implícito dos substantivos é predominantemente aleatória.

Vamos analisar um caso em que a formação do gênero implícito mostra um padrão. Trata-se da herança de gênero. Este caso tem a vantagem de nos permitir exemplificar com substantivos de formação recente.

Observe o gênero implícito associados ao nome de bancos: o Banco do Brasilo Citibanko Bradescoo Itaúo HSBC. Nesse caso, embora bancos sejam empresas, o gênero implícito dos exemplos é o mesmo do substantivo banco, que mantém com os exemplos uma relação semântica do tipo particular-genérico.

Veja também:

Temos que falar o português correto? Uma questão polarizada há décadas.

Download gratuito:

  Conjugador de verbos em Excel

   Narratologia – a arte de contar histórias

   Elementos de Retórica

Sua opinião me interessa