Usos do verbo – subjuntivo presente

Trabalhe, trabalhes, trabalhe,
trabalhemos, trabalheis, trabalhem

Presente do subjuntivo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

Ações incertas, hipotéticas ou desejadas no presente

O subjuntivo presente expressa ações incertas, hipotéticas ou desejadas no presente. O modo subjuntivo contrasta com o indicativo e para entender as diferenças entre um e outro, vamos analisar a série a seguir:

Continue lendo “Usos do verbo – subjuntivo presente”

Veja também

Usos do verbo – subjuntivo passado

Trabalhasse, trabalhasses, trabalhasse,
trabalhássemos, trabalhásseis, trabalhassem

Pretérito imperfeito do subjuntivo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

O subjuntivo passado é usado principalmente em frases encaixadas e expressa ações incertas, hipotéticas ou desejadas no passado. Para entender as diferenças entre o indicativo passado durativo e o subjuntivo passado, observe a série a seguir:

Continue lendo “Usos do verbo – subjuntivo passado”

Usos do verbo – subjuntivo futuro

Trabalhar, trabalhares, trabalhar,
trabalharmos, trabalhardes, trabalharem

Futuro do subjuntivo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

O subjuntivo futuro é usado basicamente em períodos com pares de frases complementares e expressa ação que, se ocorrer, condiciona a ação citada na segunda frase do par. Para entender o uso deste tempo verbal, vamos contrastar períodos que usam verbo no modo indicativo com outros similares que empregam o subjuntivo futuro.

Continue lendo “Usos do verbo – subjuntivo futuro”

Usos do verbo – indicativo presente

Trabalho, trabalhas, trabalha,
trabalhamos, trabalhais, trabalham

Presente do indicativo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

O indicativo presente tem vários usos. Vamos analisá-los.

Continue lendo “Usos do verbo – indicativo presente”

Usos do verbo – indicativo passado posterior

Trabalharia, trabalharias, trabalharia,
trabalharíamos, trabalharíeis, trabalhariam

Futuro do pretérito do indicativo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

Este tempo verbal apresenta dificuldades consideráveis de classificação devido ao fato de apresentar usos contrastantes. Para começar, sua inclusão no modo indicativo não é pacífica. O modo indicativo abriga os tempos que indicam ação certa, consumada. Este tempo verbal, em muitos usos expressa ações não realizadas. Poderíamos incluí-lo em um modo específico a que chamaríamos de condicional. Só não faremos isso para evitar uma desnecessária profusão de modos em nosso modelo.

Continue lendo “Usos do verbo – indicativo passado posterior”