Homem de dupla jornada

Confesso que ao ouvir queixas de algumas mulheres sobre dupla jornada (trabalhar fora e em casa) sempre fiquei meio perplexo. Para mim essa é uma conversa em grego.

Quando eu era criança meus pais trabalhavam fora e não tínhamos empregada doméstica, por isso desde aquele tempo eu ajudava em casa. Quando constituí minha própria família sempre fiz tarefas como lavar a louça, varrer a casa e fazer compras no supermercado. E não era de vez em quando só para ficar bem na foto. Meu pai perdeu minha avó quando era criança e também ajudava em casa por necessidade. Ainda hoje o velhinho cuida de sua roupa, faz sua comida e arruma a sua cama. Essa história de dupla jornada na minha família é um assunto resolvido há mais de cinquenta anos. É por isso que acho estranho quando alguém fala comigo sobre dupla jornada com sangue nos olhos. Talvez por conta desse meu jeitão carrancudo … Coitados daqueles que julgam por aparências e estereótipos.

Infelizmente, continuando na minha história pessoal, nunca foi hábito entre as mulheres da minha família se meter em “serviço de homem”. Sempre coube a mim aparar a grama, consertar a torneira pingando e lavar o carro. Sim, existe uma segunda jornada do homem também e alguns homens têm até tripla jornada.


Veja também: Todos os países do mundo em Excel

Baixe a planilha com dados de todos os países e territórios autônomos do mundo. Download Assista ao vídeo com a análise dos dados da planilha.

Por isso, digo aos leitores homens desse post: não há serviço impróprio para homens. Você pode trocar a fralda de seu filho na boa. Trabalhar em casa faz parte da vida de homens e  mulheres, embora algumas torçam o nariz para isso hoje em dia. E para as “feministas quando convêm” deixo algumas perguntas: Vocês formatam o HD do computador quando precisa? Já trocaram um pneu? Dividiram alguma vez a conta do motel?

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Sua opinião me interessa