Meu minimalismo: estoque mínimo

Uma maneira prática de definir quais bens você deve manter na sua casa minimalista é estabelecer estoques mínimos. Funciona como a dinâmica das empresas modernas que reduzem ao mínimo os estoques e operam no modo just in time, ou seja, só adquirem o bem quando ele realmente vai ser usado.

Vou dar um exemplo pessoal. Perguntei a mim mesmo: quantos calcados eu preciso? E fiz uma lista.

  • 1 par de chinelos,
  • 1 par de tênis,
  • 1 par de sapatos casuais,
  • 1 par de sapatos sociais,
  • 1 par de botinas para jardinagem, etc.

Feita a lista verifiquei que tinha mais de cinco pares na prateleira. Tudo bem, não joguei fora o excesso, pois seria desperdício. Simplesmente vou usar o que tenho até o desgaste natural, mas na hora de ir às compras vou respeitar a regra do estoque mínimo. Um dia chegarei ao estoque ideal e dali em diante a ideia é só adquirir um bem novo para repor outro que ficou fora de combate.

A regra do estoque mínimo é importante principalmente para compras de supermercado. O Brasil é um dos países que mais desperdiça alimentos, justamente porque as pessoas fazem estoques além do que precisam e cozinham mais do que vão comer. Daí que muito alimento perecível se perde na despensa e na mesa. Manter apenas o estoque mínimo é uma questão de bom senso, de economia, de ecologia e de respeito.

Veja também: Todos os países do mundo no Excel

Nesta planilha você encontra dados de todos os países do mundo, além de territórios autônomos e áreas em disputa. Com ela é possível fazer boas análises que interessam a quem gosta de Geografia, para quem viaja e a estudantes fazendo pesquisas. Faça o download grátis.

Assista ao vídeo com a análise dos dados da planilha.

Sua opinião me interessa