Dicas mafiosas para políticos safados

A arte de roubar o dinheiro público exige a cada dia mais habilidades e tecnologia. Alguns, acomodados na impunidade, ainda cometem erros primários que até quem não é do ramo percebe. Diante das mudanças para melhor na Justiça brasileira tenho certeza que os malandros vão se adaptar. Não sei se roubarão menos ou roubarão melhor. Aqui vão algumas sugestões para os neo-corruptos pós Lava Jato.

mão na boca

  1. Conta na Suíça é chique, mas não é mais lugar seguro para seu suado dinheiro sujo.
  2. Fale de boas sem ser grampeado usando criptografia forte. Whatsapp, por exemplo.
  3. Não confie em bandido sem honra que faz delação premiada no primeiro aperto.
  4. Se você for o bandido sem honra, faça delação premiada. O custo benefício compensa já que apenas uma parte do que você roubou será confiscada.
  5. Dinheiro vivo continua imbatível para pequenas falcatruas (até R$ 500.000,00)
  6. Converse com a mão na boca para evitar leitura labial.
  7. Se for pego com grana suspeita diga que era caixa dois de campanha. A pena é mais branda.
  8. O foro privilegiado ainda é o porto seguro contra “perseguições políticas”.
  9. Ao usar códigos e apelidos para esconder falcatruas, crie narrativas convincentes. Apelidos como lindinho, passivo e caranguejo não funcionam bem.
  10. “Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é.” W. Lenin.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Sua opinião me interessa