Opções

Tenha muita paciência.
Ainda lhe restam todas as opções.
Não se altere. Fique calmo.
Ainda lhe resta saltar do 15º andar
mas você não saltará.
Ainda lhe resta bater a cabeça na parede
até o crânio rachar
mas você não baterá.
Ainda lhe resta se afogar na bebida
mas você não se afogará.
Lhe resta ainda se redimir e rezar
mas você não rezará.
Resta um grito na noite
mas você não gritará.
Resta ainda ficar louco
mas você não ficará.
Resta se iludir com promessas e esperanças
mas você não se iludirá.
Resta dormir e sonhar
mas o sono não virá.
Como vê, tudo e nada lhe resta.
Mais certo, te resta esperar.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Seu comentário também é poesia