Ursa maior

Existe uma estrela
que indica o Norte.
Não o meu, o seu,
mas o Norte do Norte.

Existe uma estrela
de brilho opaco,
de luz escura,
intangível aos móveis
referenciais cartesianos.

Existe uma estrela imóvel
que não está nas cartas celestes,
que brilha fora do alcance
da luneta dos cínicos.

Existe uma estrela
além do além do firmamento,
invulnerável, absoluta.
Existe uma estrela.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Seu comentário também é poesia