Beleza

A linda morena em um dia ensolarado
passa sorrindo ao teu llado
e deixa um rastro de fino perfume na rua
antes de dobrar a esquina
para nunca mais ser vista por ti.
A beleza se oferece a ti diária
em minutos, segundos contados
com a urgência do que vai se acabar num estalo.
Vai-se a morena na esquina,
evola-se o perfume no ar,
vai-se até o dia ensolarado.
Resta a impressão
de um desperdício generalizado
de beleza por todo lado.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Seu comentário também é poesia