Pregação

No centro da praça
ao entardecer
um homem humilde, inflamado,
prega a Bíblia
aos transeuntes apressados
que não param para ouvi-lo.
Vastos e incontáveis são os desertos.
Gostaria de dizer àquele homem
que toscamente o entendo
e o admiro, mas, infelizmente,
habitamos desertos diferentes.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Seu comentário também é poesia