Ondas eletromagnéticas

Quem tiver olhos para ver
não verá.
O espiritual não emite ondas
na faixa da luz visível
e se emitir ondas
são do tipo imperceptível
a qualquer sentido humano,
a qualquer engenhoca humana,
a qualquer razão humana.

Galileu Galilei

Está instaurada a dúvida.
A metódica dúvida epistemológica.
Neste mundo a terra não está no centro
nenhum saber é saber completo.
Seja bem-vinda era da razão.
Não há que se temer a revisão.
Nada que se diga ou que foi dito
merece estatuto de dogma irrestrito.
Cuidado com a verdade
que se pretende
maior que a realidade,
pois, os fatos são os fatos
e fluem diante de nós
que estupefatos
assistimos ao espetáculo.

Heráclito de Éfeso

Divino oráculo que soprais palavras de fogo,
sábias mensagens dignas de lavrar no mármore,
preciso tom para as sumas verdades,
que verdade há, senão, a contínua renovação
das águas do rio?
O mundo que habitamos: uma chama palpitante,
caminhos que sobem e que descem,
num perpétuo mágico fogo contínuo.
Tudo, a púrpura túnica que te orna o corpo,
os fumos olorosos que procuram o céu,
as espadas que se cruzam em batalha,
os corpos que se queimam na brasa do amor,
tudo não é a mesma coisa por mais
que um incomensurável instante.
Neste mundo o eterno devir,
a luta entre contrários, a tudo rege.
E não nasce o mesmo astro por duas repetidas vezes.
Já outro astro lhe assumiu a rota quando se pôs.
O fogo: a moeda de tudo.
Todas as trocas se dão pelo fogo.
A matéria se retrai, resfolega e crepita.
Os fumos da combustão, por movimento descendente
se adensam de novo e de novo formam
matéria para o eterno fogo.
Saibam os que desejarem na razão se alimentar:
a eternidade para nada há.
A cada avanço do carro celestial de fogo
o cosmos é um novo cosmos.
Oh, voz do oráculo, segredai aos pobres mortais
que tudo nada dura.
Apenas assistimos ao eterno devir.

Anaximandro de Mileto

O princípio é o caos.
Do caos tudo sai.
Ao caos tudo volta.
Tudo que vem a ser
e é diferenciado emerge
do homogêneo indefinido.

Para o caos não há definições.
A plena homogeneidade.
O total uno caos.

Quando algo emerge
já nele se contém
um germe de corrosão

que o leva novamente ao caos.
O mundo o que é
senão esta agressiva luta

de emergir e florescer
para de novo descer
e ao caos baixar.

Ah! Quisera a infinita paz.
O perfeito silêncio de não ser
um ser em particular,

antes apenas uma pura
e indizível homogeneidade.
Um perpétuo moto,

ritual de ascensão e queda
eis a pena eterna
a ser cumprida.

O caos a tudo chama.
O que do caos escapa
com certeza nele acaba.

Anaxímenes de Mileto

E tudo se transforma.
A dura matéria sólida crepita
e se converte em fumo
que sobe para o céu.
A água se evapora dos potes
para o ar e do ar
nos chega como chuva que bebemos
e se nos incorpora.
E quanto ao ar, nós o sorvemos para viver.
A água se converte em sólido.
O sólido se converte em líquido.
Os animais digerem as plantas e crescem.
E quando morremos
nosso corpo se transforma
em poeira mineral
que baixa ao solo.
E do solo nascerá a vida
que dará vida aos que no futuro
a vida procurarem.
Tudo se converte em tudo.