2 x 7

Série poesia

8
Poeta bissexto.
Na vida: bissexto.
Geneticamente bissexto.

9
Terceira destilação
do teu melhor lote
da tua melhor safra de palavras.

10
Entre as cinzas
de teu incêndio palavras
de cerâmica recém-cozidas.

11
No meio do caminho
tinha uma palavra. Tinha
uma palavra no meio do caminho.

12
Aquilo que
se perde na aula
de literatura.

13
Mallarmé é 132% mais poético que Racine,
de onde vém que a poeticidade
é função quadrática do estranhamento.

14
E o poeta experimental
fazendo sempre
o leitor de cobaia.

1 x 7

1
Com vocês
mais um estrondoso silêncio
de público e crítica.

2
Esmerado, cultivei longamente
esta orquídea para ti,
mas gostas mesmo é de tulipas.

3
Sempre se quer mais,
sempre mais e mais,
sempre, sempre mais.

4
Velho carrilhão vetusto:
um dia hás de tocar
a décima terceira badalada.

5
Bastava-me acordar num comercial de margarina,
ir ao trabalho num anúncio de desodorante
e passar a noite numa propaganda de lingerie.

6
O Paraná foi colonizado
pelos alemães, italianos, japoneses …
Ah! … e pelos polacos.

7
Ah, o milagre da Poesia.
Se um dia eu alcançá-lo
é porque estou acabado.