Um problema chamado backup

De vez em quando me bate uma preocupação com a segurança de meus dados. Dura pouco tempo, mas nessa hora lembro que investi tempo e dinheiro para produzi-los e que de certa forma eles contam a história da minha vida. Então me vém à cabeça a regra ideal do backup: mantenha cópia independente de seus dados, de preferência em suporte diferente, em local diferente, protegido por senha diferente. Com a crescente diversidade da vida digital fica a cada dia mais difícil cuidar dos nossos preciosos dados pessoais. São muitas informações espalhadas por vários dispositivos e ambientes e, pode crer, elas ficam bem mais preciosas quando perdidas. Só para ter uma ideia vejamos alguns dados pessoais que precisam de backup:

  • Arquivos. Documentos, planilhas, imagens, áudio, vídeos, etc. Para a maioria das pessoas fazer backup é copiar arquivos.
  • E-mails. Contêm informações importantes, têm valor de documento e podem guardar lembranças como as cartas de antigamente.
  • Favoritos. Em muitos casos a coleção de favoritos é um patrimônio que leva tempo para construir e que funciona melhor do o Google.
  • Contatos: Nomes, endereços, telefones, e-mails. Certas agendas valem ouro e não vamos esquecer das que ficam guardadas em telefones celulares.
  • Presença digital Se você tem perfil no Facebook, blog no WordPress, fotos no Flickr, vídeos no YouTube, talvez não tenha se dado conta de que é preciso pensar na segurança dessas informações construídas ao longo do tempo.
  • Pacotes de instalação de software. Alguns programas são bem caros e é preciso garantir a restauração em caso de perda da instalação.
  • Preferências de ambiente. Em nossa vida digital configuramos ambientes com nosso toque pessoal. Exemplo simples é o seu perfil de usuário do Windows. Só percebemos como dá trabalho montar um ambiente depois que o perdemos.

O primeiro passo, portanto, para um backup seguro é saber quais dados são importantes para você. Depois vem a pergunta: onde fazer o backup?

  • Outro computador. Quem tem mais de um computador pode fazer cópias de backup no segundo computador aproveitando o espaço livre no HD. O custo é zero se considerarmos que o segundo computador seria adquirido de qualquer forma.
  • HD externo. Volumes grandes de informação podem ser armazenados em HD externos que podem ser encontrados em capacidades como 500 MB, 1TB ou mais. Regraváveis, mas sensíveis a choques e quedas.
  • Pendrive. Volumes médios e grandes de informação podem ser guardados em pendrive. É possível encontrá-los em capacidades que vão de poucos GB até mais de 1 TB. São pequenos, práticos e regraváveis.
  • Nuvem. A Internet nos oferece serviços de armazenamento de dados como Dropbox, Google Drive ou Onedrive para guardar dados na nuvem. Pequenos volumes podem ser guardados gratuitamente. É possível compartilhar os dados, sincronizá-los com vários aparelhos e ficam disponíveis em qualquer dispositivo conectado. O custo pode ficar salgado no longo prazo.

Para backup padrão empresarial, recomenda-se soluções profissionais (caras) como fita, espelhamento de discos ou baterias de discos com redundância.

Soluções de backup

Não existe solução única para backup e talvez você precise combinar várias soluções para dar conta de seus dados. Vejamos algumas opções.

  • Viver na nuvem. Algumas pessoas optam por deixar seus dados armazenados na Internet em vez de tê-los no computador, tablet ou smatphone. Dessa forma, a responsabilidade do backup fica a cargo do serviço que armazena os dados. Há uma vantagem nessa prática: se os seus documentos estão guardados no Google Drive, por exemplo, é bem provável que a política de backup do Google seja mais rigorosa e eficiente do que a sua. O seu cuidado deve ser em relação à sua conta no Google, pois perder o acesso equivale a perder os dados.
  • Aplicativos de backup. O Windows tem um aplicativo de backup que se encarrega de organizar o backup dos seus dados. Periodicamente, ele vai agendar uma operação de backup completa. Deixe por conta do aplicativo verificar se os arquivos foram alterados, onde estão e o que precisa ser copiado.
  • Sincronização entre dispositivos. Outra forma de fazer backup é contar com serviços que sincronizam automaticamente seus dados em mais de um local. Um exemplo é o Office da Microsoft que permite ao usuário manter seus arquivos tanto no computador como na nuvem. O aplicativo se encarrega de manter a sincronia entre os arquivos. Dessa forma os arquivos ficam disponíveis em mais de um lugar e sempre haverá uma cópia extra atualizada.

Erros clássicos

Fazer backup mal feito é quase a mesma coisa do que não fazer. Quem nunca cometeu algum desses erros?

  • As duas cópias estão em discos diferentes da mesma máquina. Ovos na mesma cesta.
  • O computador e a cópia de backup estão no mesmo recinto. E se houver incêndio, roubo ou inundação?
  • As duas cópias estão em máquinas diferentes, mas ligadas pela mesma rede. Os vírus e hackers não respeitam limites entre máquinas.
  • O acesso às duas cópias depende do mesmo login e senha. E se a senha for perdida ou hackeada?

Dobradinhas de sucesso

Alguns casos bem sucedidos de segurança de dados que você pode adotar.

  • Foto no computador e no Google Fotos. O Google guarda a imagem original para você.
  • Arquivo no computador e no OneDrive. Para quem tem assinatura do Office é boa opção. Você pode usar também outros serviços como Dropbox e Google Drive.
  • Sincronize seus documentos entre computadores usando OneDrive. Os arquivos ficam copiados nas várias máquinas que você usa e na nuvem. O sistema se encarrega de manter a sincronia entre versões.
  • Baixar para o computador e-mails do GMail. Tudo bem que o GMail faz backup, mas baixar cópia dos e-mails no computador usando um programa de e-mail local é uma segurança adicional para problemas com sua conta.
  • Baixe seus dados do WordPress, Facebook, etc. Você pode criar um arquivo de exportação de seu dados para guardar em seu computador.

Para ser franco eu não sou muito rigoroso com backup, ou seja, sou igual à maioria das pessoas. Faço backup quando lembro ou sempre que uma premonição de coisa ruim paira sobre minha cabeça. Quem dera fosse possível manter uma cópia de reserva para tudo começando pelo que está na minha cabeça.

Veja também: Árvore genealógica em Excel


Cadastre as informações de seus familiares e deixe por conta do Excel a montagem da árvore genealógica da família. Baixe a versão grátis agora.

Árvore genealógica em Excel.

Sua opinião me interessa