Meu minimalismo: destralhamento

O batismo do minimalista é o destralhamento. Considerando que você não nasceu minimalista, mas quer tornar-se uma das primeiras coisas que deve fazer é se livrar do acúmulo de tranqueiras amealhadas ao longo de uma vida de consumismo despudorado.
Eu comecei a pensar em destralhamento quando tive que fazer a opção: comprar um segundo guarda roupas ou colocar menos coisas dentro do guarda roupa? Destralhamento não é uma coisa que você faz em uma tarde chuvosa. Leva tempo porque é preciso desapegar, decidir do que se desfazer e como se desfazer.

Garça

Mim gosta dinheiro, logo a primeira opção que eu considero na hora de me desfazer de um bem é vende-lo. Se não for possível vender aí penso na doação, pois se não é mais útil para mim pode ser útil para outra pessoa. E a terceira possibilidade é o descarte correto. Não tem mais conserto? Está muito gasto? Veja como enviar a tranqueira para a reciclagem adequada.

Vender > doar > descartar corretamente.

Destralháveis. Várias coisas devem estar ocupando espaço na sua casa e podem ser passadas adiante. Provavelmente roupas ficam no topo da lista, mas se lhe falta ideia sobre destralháveis vai uma lista:

  • Roupas, calçados e acessórios de vestuário.
  • Perfumaria e cosméticos.
  • Mídias: livros, revistas, CDs, DVDs, etc.
  • Aparelhos obsoletos.
  • Fiações antigas.
  • Utensílios duplicados.
  • Papeis e documentos vencidos.
  • Materiais didáticos do tempo da escola.
  • Peças de carro.
  • Bugigangas em geral.

Só para ilustrar, um “case” meu de destralhamento bem-sucedido. Eu tinha uma impressora matricial em perfeito estado guardada há mais de vinte anos. Faz muito tempo que não uso impressora. Aí fiquei sabendo que elas têm valor para alguns profissionais. Comprei um cabo, procurei o software, testei, anunciei e vendi em uma semana na Internet por bom preço. Um tatuador da Bahia está satisfeito com a velha impressora.

Veja também: Todos os países do mundo no Excel

Nesta planilha você encontra dados de todos os países do mundo, além de territórios autônomos e áreas em disputa. Com ela é possível fazer boas análises que interessam a quem gosta de Geografia, para quem viaja e a estudantes fazendo pesquisas. Faça o download grátis.

Assista ao vídeo com a análise dos dados da planilha.

Sua opinião me interessa