Os sistemas da casa ecológica

Quando falamos de casa ecológica temos que considerar também outros tipos de moradia como apartamentos, lofts e condomínios. Todos esses tipos de construção podem ser chamados ecológicos desde que tenham em comum o baixo impacto ambiental. Para simplificar, aqui vamos levar em conta apenas a casa uni familiar construída em condições ideais que permitam a instalação dos sistemas mais promissores para a redução do impacto ambiental.

Uma casa ecológica é mais complexa do que uma casa convencional similar, pois tem mais sistemas que se integram entre si exigindo tecnologia mais avançada tanto para instalá-los como para mantê-los. Certamente, a casa ecológica é mais tecnológica do que a convencional. Vejamos os principais sistemas de uma casa ecológica modelo.

Água

A casa convencional conta apenas com o sistema de água potável que atende a todas as necessidades domésticas, inclusive aquelas que não precisam de água com nível potável de pureza. Na casa ecológica deve existir um sistema de aproveitamento de água pluvial, que serve para vários usos como irrigação e lavagem. Além disso, a casa ecológica pode contar com um sistema de água reaproveitada que permite o segundo uso da água antes de enviá-la para os sistemas de tratamento de efluente líquido. Resumindo: na casa ecológica há três sistemas de água:

Potável + pluvial + reaproveitada.

Efluente

Na casa convencional, o sistema de esgoto é único, mas na casa ecológica há dois circuitos de águas residuais: o cinza e o negro. O circuito cinza coleta as águas residuais com pouca carga orgânica e que podem ser facilmente tratadas visando o reuso. O circuito negro de águas residuais recebe a carga orgânica mais pesada e envolve um tratamento mais completo para que o efluente final esteja em condições de ser lançado ao ambiente sem riscos. Na casa ecológica, portanto, são dois os sistemas de efluentes:

Circuito cinza + circuito negro.

Aquecimento de água

A água quente usada na casa convencional normalmente é produzida com queima de gás GLP ou com energia elétrica. Na casa ecológica, porém, são usados sistemas adicionais como o aquecimento solar de água. O aquecimento com queima de biomassa como a lenha também deve ser considerado. São três os sistemas de aquecimento:

GLP + solar + biomassa.

Eletricidade

A energia elétrica chega na casa convencional a partir da rede elétrica da concessionária. Na casa ecológica esse sistema pode ser complementado ou substituído por sistemas de geração pelo vento ou pela transformação da energia solar. Podemos ter três sistemas de geração de energia elétrica:

Concessionária + eólica + fotovoltaica.

Resíduos sólidos

Em uma casa convencional costumamos encontrar dois tipos de resíduos sólidos: os recicláveis e os não recicláveis. Na casa ecológica, os resíduos são separados de forma mais completa. Podemos ter um sistema para tratar o material orgânico por compostagem; os resíduos recicláveis são separados e preparados para a reciclagem e os resíduos especiais como óleo, baterias, remédios, eletrônicos, etc. são destinados corretamente. A quantidade de resíduo não reciclável é bem pequena na casa ecológica. Os sistemas são:

Orgânico + recicláveis + especiais + não recicláveis.

Lógico

A casa ecológica é tecnológica e precisa de um sistema de gerenciamento que otimiza o consumo de recursos. Na casa convencional podemos encontrar sistemas de automação, mas eles funcionam desarticulados. O gerenciamento avançado permite que a casa opere com maior eficiência. Lâmpadas não são acesas sem necessidade e quando são acesas têm a intensidade regulada para as necessidades do ambiente. O conforto térmico é garantido pela boa ventilação que é monitorada, a comunicação e o entretenimento também fazem parte do sistema. O sistema lógico da casa ecológica abrange:

Entretenimento + segurança + comunicação + conforto + monitoramento.


Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Baixe a planilha e faça um cálculo preciso do consumo de energia elétrica em sua casa. Download Assista ao vídeo e veja como usar a planilha.

Encontrar uma casa ecológica com todos os sistemas citados aqui é difícil, trata-se de um conceito que vai demorar a se incorporar aos padrões de construção. Só não podemos esperar muito para consolidar esses novos paradigmas, pois o planeta está impaciente.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Sua opinião me interessa