Mitos sobre reciclagem

Vários mitos sobre reciclagem circulam amplamente entre nós. Alguns, são frutos da falta de informação, outros, da tentativa de iludir a opinião pública. Vejamos alguns deles.

A reciclagem é a grande solução. Errado. A reciclagem é a última solução, que deve ser posta em prática quando se esgotaram as possibilidades de redução e de reutilização. São três os erres da consciência ambiental: reduzir, reutilizar e reciclar. A reciclagem é o último R da lista porque é o mais caro. Em primeiro lugar, pense em reduzir sua produção de resíduos. Depois, pense em alternativas para reutilizar os materiais. Por último, se não houver outra opção, vem a reciclagem.

Se é reciclável, então será reciclado. Errado. A possibilidade teórica de reciclagem não garante que o resíduo será efetivamente reciclado. Alguns fabricantes fazem marketing colocando símbolos de reciclagem nos rótulos de suas embalagens. Trata-se de meia verdade. O que é reciclável teoricamente, nem sempre é reciclado na prática. Garrafas PET usadas, podem ser recicladas, no entanto, não servem de matéria-prima para produzir novas garrafas PET. Podem ser usadas para produzir outros bens como enchimento para colchões. Se todas as garrafas PET produzidas fossem transformadas em colchões, não haveria clientes para tanto colchão.

Papel, metal, vidro e plástico são sempre recicláveis. Errado. Cada um desses materiais tem muitas variedades e apenas algumas são recicláveis. Veja exemplos: papel parafinado, lata de tinta, vidro temperado e plástico metalizado não são recicláveis. Por isso, quando fizer compras no supermercado observe se a embalagem do produto é realmente reciclável. Talvez na prateleira ao lado haja outro produto com embalagem de menor impacto ambiental.

Uso embalagens recicláveis e durmo tranqüilo. Cuidado. As latinhas de alumínio são recicláveis e têm uma alta taxa de reciclagem no Brasil. Ótimo. Daqui por diante devo tomar refrigerante só em latinha? Não. Nesse caso específico existe uma alternativa de impacto ambiental muito menor que é a garrafa de vidro reutilizável. Em outras palavras: embalagens recicláveis só devem ser preferidas quando não existirem alternativas de impacto ambiental menor.

A reciclagem é ilimitada. Errado. Alguns materiais como aço, alumínio e vidro podem ser reciclados um número ilimitado de vezes. Outros, perdem qualidade a cada reciclagem. Estão nesse grupo o papel e o plástico. Papel de primeira pode ser reciclado para produzir papel de segunda. Plástico virgem pode ser usado para produzir plástico reciclado, que não terá tanta demanda nem usos nobres como o plástico virgem.

A reciclagem é barata. Nem sempre. Normalmente, reciclar é mais barato do que produzir o bem a partir de matéria virgem, mas isso não significa que a reciclagem acontece sem custo ambiental. Produzir uma latinha de alumínio a partir de latinhas usadas é muito mais barato do que produzi-la a partir de minério de alumínio. No entanto, a reciclagem das latinhas não é barata, pois é preciso fundi-las a mais de 600 ºC e essa operação consome energia. Um outro exemplo: a reciclagem de pilhas e baterias é bastante complexa. Se os fabricantes pudessem escolher, não fariam a reciclagem. Só a fazem por exigência legal. No futuro, o cerco à geração de resíduos vai apertar e muitos produtos serão reciclados apesar do custo alto do processo.

Produtos reciclados são mais baratos. Quem já foi à papelaria e comparou o preço do papel virgem com o do papel reciclado deve ter achado estranho que o produto feito com fibra virgem seja mais barato do que outro feito com fibra reaproveitada. Na teoria, o papel reciclado tem custo menor. A diferença pode estar na escala de produção. Talvez o papel virgem branqueado seja produzido por uma gigante industrial enquanto o papel reciclado seja fabricado por uma empresa menor, com estrutura de distribuição mais precária, etc. Um dia isso vai mudar. Mas para a mudança ocorrer, é preciso que você consumidor prefira o papel reciclado. Assim, a empresa do papel reciclado se fortalece e a gigante industrial pode se interessar em produzir papel reciclado também.

Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Cadastre os aparelhos e deixe o Excel calcular o consumo previsto de energia para sua casa, escritório, loja, condomínio, empresa, etc. Você pode criar várias unidades de consumo, cada uma com vários cenários. Assim, você verifica se o seu consumo está dentro do previsto, pode testar o impacto de uma reforma ou troca de aparelhos ou até estimar o gasto de uma unidade que ainda vai ser construída. Faça o download da versão grátis.

Assista ao vídeo para conhecer o funcionamento da planilha.

6 pensou em “Mitos sobre reciclagem

  1. A reciclagem é muito muito muito muito muito muito muito muito muito muito immmmmmmmmmmmmmmmporrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrtammmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”!|!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Pingback: reciclado baterias

Sua opinião me interessa