Redes sociais e serviços alternativos anti Big Techs

Talvez você já tenha chegado à conclusão de que é preciso buscar alternativas às Big Techs. Os grandes serviços digitais como Google, Facebook, YouTube, Twitter, Whatsapp, etc. estão sob controle de um reduzido grupo de bilionários excêntricos. Até pouco tempo atrás esses barões do mundo digital eram apenas jovens nerds fundadores de startups de garagem. Em poucos anos eles acumularam poder e influência global. E com o poder vem o abuso do poder.

Serviços red pill x blue pill

As Big Techs têm desrespeitado continuamente direitos do cidadão como LIBERDADE, PRIVACIDADE e SEGURANÇA. A ação individual mais efetiva que podemos lançar mão para nos proteger é a DIVERSIFICAÇÃO. Onde alguns veem crise, outros veem oportunidade e vários serviços digitais estão surgindo como alternativa às Big Techs. Este artigo apresenta várias opções para você escapar da Matrix das Big Techs.

Pílula vermelha x pílula azul

Em uma cena do filme Matrix o personagem Neo tem que fazer uma escolha: tomar a pílula azul ou a pílula vermelha. Se tomar a pílula azul Neo continuará levando uma vida mediana, cômoda, sem maiores conflitos. Se tomar a pílula vermelha, porém, conhecerá a verdade.

pílula azul x pílula vermelha

Neste artigo usamos a alegoria das pílulas para diferenciar os serviços prestados no mundo digital. Serviços pílula azul são cômodos, bem conhecidos, eficientes, usados pela maioria, consolidados, hegemônicos. No entanto, deixam a desejar nos quesitos liberdade, privacidade e segurança.

Os serviços pílula vermelha, por outro lado, tem limitações de conveniência, eficiência, capilaridade, etc. São serviços ainda em formação e por conta das diretrizes que adotam não se equiparam aos serviços azuis dominantes. Porém, os serviços red pill oferecem vantagens que podemos resumir nas três palavras mágicas: liberdade, privacidade e segurança.

Serviços red pill precisam ser prestigiados para crescerem, precisam ser divulgados para ganharem tração. Esta é a sua parte. Acompanhe as sugestões.

Buscadores

Quando o assunto é busca na Internet o Google é rei. Google domina o mercado de buscas e se integra com todo o ecossistema Google. Google é um serviço pílula azul principalmente por conta da invasão de privacidade do usuário. O Google rastreia tudo que o usuário faz no ambiente digital. Há vantagens nisso em termos de comodidade e conveniência, mas os algoritmos da empresa funcionam como dragas de sucção de informação privada.

Buscadores red pill x blue pill

O Google diz que a coleta de informações visa a melhorar a experiência e deixar a publicidade mais relevante para o usuário. Tudo bem, mas não é só isso. Eles traçam um perfil de cada usuário em termos políticos, sociais e comportamentais. Aqui entramos numa área perigosa e, por isso, vamos falar um pouco sobre outro buscador mais compromissado com privacidade: Duck Duck Go.

DuckDuckGo

“Cansado de ser rastreado online? Nós podemos ajudar.” Esta é a frase que está na página inicial do buscador DuckDuckGo. O serviço é mantido por uma empresa americana que propaga aos quatro ventos que não rastreia usuários e não coleta informações pessoais. Além disso, a empresa produz extensões para os navegadores populares que visam a bloquear a coleta de dados privados.

Eu fiz alguns testes comparativos Google x DuckDuckGo. Um dos testes me fez pensar. Digitei “Jair Bolsonaro” em ambas as buscas. Apareceram resultados esperados nos dois buscadores como o verbete da Wikipedia sobre o político. Além disso, apareceram opções de notícias sobre o presidente em veículos de mídia brasileira.

DuckDuckGo logo

No Google, porém, os primeiros resultados levavam a mídias com as quais tenho maior afinidade como Gazeta do Povo e Jovem Pan. Em outras palavras: o Google conhece minhas preferências políticas. O DuckDuckGo ordenou as mídias pelo porte dando destaque para a grande mídia. Percebem a diferença? Google, provavelmente, me conhece melhor que eu mesmo. DuckDuckGo ordena resultados a partir dos acessos. Alguém pode dizer: que bom, o Google o conhece e isso melhora a experiência. Será?

Mensageiros

Os mensageiros são populares para comunicação privada. Whatsapp e Messenger, ambos propriedade do Facebook, são os mais utilizados. Estes dois serviços são pílula azul por vários motivos: O Facebook quer acesso a informações dos seus mensageiros para melhorar seu sistema de publicidade. Isso tem gerado questionamentos sobre privacidade do usuário.

Mensageiros Red pill x blue pill

O Whatsapp, por ser muito usado, é o queridinho dos golpistas que levam os usuários a prejuízos financeiros com frequência. O Whatsapp também tem agido politicamente de forma seletiva. Por exemplo: No Brasil, reduziu o alcance de seus grupos para evitar a propagação massiva de mensagens políticas.

Falta de privacidade, insegurança e intervenção política tem sido as principais críticas aos mensageiros pílula azul. E agora vamos falar sobre dois mensageiros alternativos: Signal e Telegram.

Signal

O mensageiro Signal é mantido por uma organização americana sem fins lucrativos e é considerado muito seguro.

As mensagens circulam sempre com criptografia de ponta a ponta e os metadados (lista de contatos, por exemplo) também ficam indisponíveis para os administradores da plataforma. O protocolo de transmissão de dados do Signal é próprio.

O aplicativo não faz backup em nuvem, o que reduz o risco de vazamento de informações. Cabe ao usuário se cuidar para não depender do que foi armazenado no mensageiro.

Logo Signal

O Signal promete que não terá publicidade e não fará rastreamento dos usuários. Sem rastreamento, diminui o risco de o usuário ser manipulado pela plataforma.

Telegram

O Telegram vem ganhando adeptos desde que o Whatsapp começou a agir de forma mais agressiva contra a privacidade dos usuários. É uma empresa privada fundada por russos e com sede nos Emirados Árabes.

A criptografia padrão do Telegram é do tipo cliente-servidor, ou seja, as mensagens saem do celular e vão criptografadas para a nuvem. Ou seja: existe um servidor intermediando a conexão entre dois usuários. A empresa diz que as mensagens são distribuídas na nuvem e que para ter acesso a elas seria preciso vencer barreiras jurídicas de vários países.

Logo Telegram

Se o usuário quiser mais segurança pode adotar criptografia de ponta a ponta. Nesse caso, a passagem pelo servidor em nuvem é eliminada. O backup do Telegram fica em sua própria estrutura em nuvem reduzindo as chances de terceiros acessarem informações a partir do backup. O protocolo de segurança do Telegram é próprio.

O Telegram tem sido mais rígido na proteção das informações dos usuários sem cedê-las a governos e autoridades judiciais. Outro recurso que interessa a muita gente é a possibilidade de criar grupos de Telegram com até 200.000 membros. Isso facilita a divulgação em massa de informações.

Microblogs

As redes sociais de textos curtos (microblogs) são bastante usadas por personalidades para divulgar suas ideias, agenda e opiniões. Os usuários comuns, por sua vez, usam esse tipo de rede para fazer guerra de hashtags, promover ou combater ideias, pessoas e tendências.

Microblogs red pill x blue pill

O Twitter é o padrão pílula azul desse segmento. O rótulo pílula azul cai como uma luva no Twitter principalmente pelas polêmicas em que essa rede se envolve no campo político. O Twitter baniu o então presidente dos EUA Donald Trump da plataforma, só para exemplificar. A pretexto de combater discurso de ódio e extremismo o Twitter tem mostrado agressividade crescente contra os campos políticos à direita em países democráticos.

Uma análise mais cuidadosa, porém, nos mostra que o Twitter é ambíguo e seletivo em suas censuras e banimentos. Na plataforma é possível encontrar ditadores de todos os naipes, traficantes, terroristas, robôs, extremistas de esquerda e direita, além de seitas para todos os gostos.

Duas alternativas red pill merecem ser citadas nesse segmento: Mastodon e Parler.

Mastodon

Mastodon não é uma rede centralizada como o Twitter. Mastodon é uma arquitetura federada para redes sociais de textos curtos. Lembra-nos a forma como circulam os e-mails na Internet. Existem milhares de servidores de e-mail pelo mundo afora, mas as mensagens vão de um servidor para outro sem problema.

Logo rede social Mastodon

Mastodon é uma rede de servidores independentes que conversam entre si. Nesse conceito você se cadastra em uma instância Mastodon, mas pode seguir pessoas de outras instâncias. Você pode compartilhar postagens de outras instâncias e pessoas de outras instâncias podem interagir com você.

Instâncias Mastodon

Como é uma rede distribuída, cada instância pode ter suas regras próprias. Isso dá tranquilidade a quem teme ser censurado globalmente. A rede Mastodon leva a sério aquele conselho de vovó: não coloque todos os ovos na mesma cesta.

A fragilidade da rede Mastodon vem do fato de não ser administrada por uma empresa comercial que recebe grandes investimentos para divulgar e massificar o serviço. No entanto, seu modelo distribuído e aberto previne o abuso de poder que acontece quando se forma um monopólio. Uma boa combinação teríamos caso uma empresa capitalizada adotasse a arquitetura Mastodon para dar tração a essa plataforma.

Gostou da ideia? Escolha uma instância Mastodon que combina com você.

Parler

A rede Parler se colocou como uma alternativa ao Twitter e começou a ganhar visibilidade principalmente depois que o então presidente Donald Trump aderiu à plataforma. Além de Trump outras vozes à direita no espectro político entraram no Parler.

Logo rede social Parler

No início de 2021 o Parler foi derrubado pelas Big Techs. Apple e Google baniram o Parler de suas lojas de aplicativos e a Amazon removeu o Parler de seus servidores. A empresa está restaurando o serviço e tentando encontrar opções seguras para operar.

A grande imprensa tenta colar no Parler o rótulo de reduto da extrema direita. Outra rede similar, o Gab, também enfrenta esse tipo de desconstrução. Uma análise mais ponderada, porém, nos mostra que redes pílula azul como o Twitter também estão infiltradas por direitistas radicais, além de outros radicais para todos os gostos.

Não vamos nos iludir: a grande mídia vai desqualificar qualquer iniciativa que se coloque como opção às redes azuis. Qualquer pensamento dissonante da hegemonia progressista será rotulado como extremista. Mas se você não está mais na esfera de influência da grande mídia, conheça o Parler nos links abaixo.

Navegadores

Há pelo menos uma dezena de navegadores de Internet para você escolher. O mais usado é o Chrome que faz parte do ecossistema Google. Como todos os produtos e serviços desta empresa o Chrome é uma máquina de rastreamento de usuários.

Navegadores red pill x blue pill

Tudo que você faz no navegador Chrome será usado para melhor a experiência … do Google. Apesar da ótima integração com os demais serviços Google, o Chrome é o típico navegador blue pill.

Firefox

O navegador Firefox é mantido pela Fundação Mozilla que se dedica à produção de soluções de código aberto. Firefox é o decano dos navegadores e fica como sugestão para aqueles que querem navegar com mais privacidade.

Na configuração padrão o Firefox não é muito rígido na privacidade, mas é possível ir na área de configurações e blindar o navegador ao gosto do cliente.

Firefox logo

Existem navegadores com mais recursos de privacidade como Brave e Tor, mas esses são recomendados para pessoas que precisam de níveis de privacidade muito altos.

Redes sociais horizontais

As redes sociais onde todos falam sobre tudo (horizontais) deveriam funcionar como uma ágora, ou seja, aquela praça pública da Antiga Grécia onde os cidadãos se reúnem para discutir livremente os assuntos da sociedade. Não é o que acontece.

Redes sociais red pill x blue pill

A rede social horizontal dominante é o Facebook, que está no topo em número de usuários no mundo. O Facebook pisa na bola nos três quesitos fundamentais: liberdade, privacidade e segurança. Encontrar uma alternativa para o Facebook não é simples, pois a empresa de Zuckerberg dizimou a concorrência. A sugestão que apresentamos é o MeWe.

MeWe

Estou na fase de testes com a rede social MeWe, mas me chama a atenção que eles declaram na sua página inicial compromisso com liberdade, privacidade e segurança. É uma rede que funciona redondo e pode agradar quem gosta deste tipo de plataforma.

mewe logo

Veja também: Trace o seu perfil ideológico

Qual é o seu perfil nos três eixos: político, econômico e de costumes.

Download grátis:

Teste seu perfil ideológico no Excel

Todos os países do mundo em Excel

Blocos econômicos e organismos internacionais em Excel

Sua opinião me interessa