Bombril é ecológico?

Até alguns dias atrás era possível ver na TV uma campanha publicitária em que faziam uma comparação ambiental entre a esponja de aço Bombril e as esponjas sintéticas. O milenar garoto propaganda Carlos Moreno alertava que o Bombril é ecológico, ao contrário das esponjas sintéticas que, além de não serem biodegradáveis, acumulam bactérias. A propaganda foi retirada do ar por decisão do CONAR que acatou as queixas de alguns fabricantes de esponjas sintéticas.

Não existe produto absolutamente ecológico. O adjetivo ecológico é sempre relativo e só o que podemos dizer é que um produto é mais ecológico que outro. Imagine dois carros da mesma marca e modelo: um abastecido com etanol e outro com gasolina. O carro que roda com etanol é o mais ecológico e pronto, mas ambos perdem de longe para uma bicicleta quando o assunto é impacto ambiental.


Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Baixe a planilha e faça um cálculo preciso do consumo de energia elétrica em sua casa. Download Assista ao vídeo e veja como usar a planilha.

Estamos entrando em uma era ecológica e quando sai às compras o consumidor deve se questionar diante da gôndola do supermercado: levo este ou aquele? Qual é o mais ecológico? Considerando esses pontos de vista é aceitável que o fabricante do Bombril divulgue seu produto como mais ecológico do que o produto similar que disputa o mercado com ele. Antes de sairmos em disparada ao supermercado para comprar Bombril Eco, porém, vamos pôr uns pingos nos is. O Bombril é feito de aço; sua fabricação consome energia e recursos naturais e sua embalagem é de plástico. Na propaganda do Bombril Eco é mostrada de um lado uma embalagem do produto e do outro uma pilha de esponjas sintéticas velhas sugerindo que as quantidades se equivalem. É bem provável que uma esponja plástica dure mais que um pacote de Bombril. Além diso, quando o assunto é esponja, nossas possibilidades de escolha não se resumem à disputa milionária entre a esponja de aço e a sintética. A velha esponja de bucha vegetal usada pelas nossas avós está de volta; é eficiente, durável, renovável, higiênica e biodegradável.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

2 comentários em “Bombril é ecológico?”

Sua opinião me interessa