Iluminação e lâmpadas

VN:F [1.9.22_1171]
Avalie
Rating: 3.5/5 (18 votes cast)

A iluminação doméstica é responsável por uma parcela importante do gasto com energia na casa. No Brasil, a fonte de energia mais usada para iluminação é a elétrica. Economizando com iluminação você gasta menos e ajuda o meio ambiente porque a geração de energia elétrica tem impacto ambiental. Mesmo no Brasil, onde predominam as usinas hidrelétricas, a redução no consumo de energia elétrica é fundamental para o ambiente. Primeiramente porque nosso sistema é integrado e também usa usinas termoelétricas e nucleares, que causam dano ambiental maior. Segundo, porque as usinas hidrelétricas também têm impacto ambiental. Finalmente, se todos economizarem, não será preciso ampliar o sistema, o que vai trazer mais custo ambiental.

Veja algumas dicas para economizar com iluminação:

  • Ambiente pintado com cores claras, especialmente o teto, reflete melhor a luz e reduz os gastos com iluminação.
  • Em áreas coletivas, como corredores e escadas de prédios, use interruptores temporizados (minuteiras) ou sensores de presença para evitar que as lâmpadas fiquem acesas quando ninguém está no ambiente.
  • Em áreas externas, use fotocélula para acionar as lâmpadas. Isso vai evitar o acendimento delas quando a luz solar é suficiente.
  • Os dimmers permitem que você ajuste a luminosidade do ambiente. São dispositivos que controlam a intensidade de luz emitida pelas lâmpadas economizando energia.

Lâmpadas

Há vários tipos de lâmpadas para uso doméstico, mas vamos falar sobre as mais comuns: incandescentes, halógenas, fluorescentes tubulares, fluorescentes compactas e de LEDs.

Incandescentes

Consumo: 60W
Fluxo luminoso: 900 lumens
Vida útil: 1.000 horas
Preço: $
Eficiência luminosa: 15 lumens/Watt
Na casa ecológica: não recomendada

Inventadas por Thomas Edison, são as mais antigas, mais baratas e mais usadas. Tem uma temperatura de cor quente e sua luz amarelada cria ambientes agradáveis e aconchegantes. Entretanto, são as que mais consomem energia e têm a menor vida útil. Lâmpadas incandescente devem ser evitadas em uma casa ambientalmente correta. Procure restringir o uso delas aos locais de convívio íntimo. Não as use em corredores, ambientes externos, banheiros, garagens, depósitos, cozinhas e locais que podem receber uma iluminação mais fria.

Halógenas

Consumo: 50W
Fluxo luminoso: 900 lumens
Vida útil: 2.000 horas
Preço: $$
Eficiência luminosa: 18 lumens/Watt
Na casa ecológica: não recomendada

Introduzidas no mercado mais recentemente, produzem uma luz branca e brilhante, indicada para realçar objetos no ambiente. Por isso, são muito usadas no comércio em vitrines, mostruários, etc. Em casa, são usadas para fins decorativos como para dar destaque a objetos de decoração. Tem consumo relativo um pouco menor e são mais duráveis do que as incandescentes. Como regra geral, a casa ambiental não deve ter lâmpadas halógenas.

Fluorescentes tubulares

Consumo: 20 W
Fluxo luminoso: 1.000 lumens
Vida útil: 7.500 horas
Preço: $$
Eficiência luminosa: 50 lumens/Watt
Na casa ecológica
: recomendada

Muito usadas em escritórios, também podem ser usadas em casa. Sua temperatura de cor é fria e sua luz branca cria ambientes clean, mas um tanto frios. Podem ser usadas em áreas como cozinha, copa, garagem, banheiro, corredor, etc. Não devem ser quebradas e seu descarte exige coleta especial porque utilizam mercúrio em sua fabricação. Para funcionar, precisam de reator e starter, o que representa um custo adicional. São lâmpadas de baixo consumo de energia e vida útil longa. Indicadas para casas ecológicas.

Fluorescentes compacta

Consumo: 15W
Fluxo luminoso: 900 lumens
Vida útil: 8.000 horas
Preço: $$$
Eficiência luminosa: 60 lumens/Watt
Na casa ecológica: altamente recomendada

Mais recentes no mercado, são uma evolução das fluorescentes tubulares. Além da vida útil longa e do baixo consumo apresentam outras vantagens: podem ser rosqueadas nos mesmos bocais das lâmpadas incandescentes, não precisam de reator e starter e, por serem compactas, se adaptam a uma variedade maior de luminárias.  Sua temperatura de cor é fria, com luz branca, mas também são ofertados modelos com temperatura de cor mais quente. A desvantagem delas ainda é o preço, bem mais alto que o das incandescentes. O investimento inicial maior, mas é compensado pela vida útil longa e pela economia de energia elétrica. Não devem ser quebradas e exigem coleta de resíduos especial por causa do mercúrio presente nos tubos. Altamente recomendadas para casas ecologicamente corretas.

LEDs

Consumo: 1,5 W
Fluxo luminoso: 300 lumens
Vida útil: 50.000 horas
Preço: $$
Eficiência luminosa: 200 lumens/Watt
Na casa ecológica: altamente recomendada

LEDs são aquelas pequenas fontes de luz encontradas nos aparelhos eletrônicos. As lâmpadas de LEDs são formadas por LEDs agrupados e representam a nova promessa da indústria para reduzir o consumo de energia com iluminação. Essas lâmpadas ainda são bem caras, mas têm uma durabilidade altíssima e baixíssimo consumo de energia. Seu uso atual é mais voltado para fins decorativos, substituindo as halógenas, mas é provável que com a popularização os preços caiam e surjam modelos para uso geral.

Comparativo incandescentes x fluorescentes compactas

Vamos imaginar dois cenários: um em que a casa tem apenas lâmpadas incandescentes e outro, em que se usa só lâmpadas fluorescentes compactas. Vamos supor que ambas as casas possuem 20 pontos de luz e uma utilização média de 10 lâmpadas acesas durante 6 horas diariamente. Em cinco anos, o balanço é o seguinte:

Casa com lâmpadas incandescentes
Potência média das lâmpadas: 60W
Consumo de energia: 6570 KWh
Lâmpadas substituídas no período: 110
Gasto com energia: R$ 2.628,00
Gasto com lâmpadas: R$ 195,00
TOTAL: R$ 2823,00

Casa com lâmpadas fluorescentes compactas
Potência média das lâmpadas: 15W
Consumo de energia: 1.642 KWh
Lâmpadas substituídas no período: 14
Gasto com energia: R$ 657,00
Gasto com lâmpadas: R$ 340,00
TOTAL: R$ 997,00

Os números falam por si. As fluorescentes compactas são mais caras, mas rapidamente se pagam com a economia de energia elétrica. Além do mais, em um período de cinco anos, a casa com lâmpadas incandescentes vai produzir 96 lâmpadas queimadas a mais.

Os dados técnicos das lâmpadas foram obtidos em catálogos de fabricantes para modelos encontrados facilmente na praça.

Crédito de imagens: www.osram.com.brwww.sunlab.com.br

Iluminação e lâmpadas, 3.5 out of 5 based on 18 ratings

Sobre Radamés

Engenheiro químico curitibano pela UFPR, produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.
Esse post foi publicado em Energia com a(s) tag(s) , , , , . Coloque o link permanente como favorito.

8 Respostas para Iluminação e lâmpadas

  1. Muito bom. No entanto, gostaria de saber: – Quantidade corrente elétrica em uma casa, comércio, cinema, dancetria, banheiro,… conforme à necessidade de iluminação. Tudo isso para efeito de calculo do quadro (CD).

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  2. Este é o blog mais brilhante que existe! Convidamos você para seguir o blog da Lâmpadas Golden!
    Ele traz novidades, informações e dicas sobre o mundo da iluminação, sempre com atualizações constantes.
    Veja alguns dos temas mais interessantes postados recentemente:

    Dicas para sua iluminação durar mais. Manutenção e cuidados básicos.

    Lâmpada fluorescente não faz mal à saúde.

    Calcule o impacto de diferentes tipos de iluminação na conta de energia.

    Para quem quer se informar e se atualizar sobre as mais modernas tecnologias de iluminação, acesse http://www.golden.blog.br

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: -1 (from 1 vote)
    • Edaon disse:

      Lampadas fluorescentes fazem mal sim à saúde, a luz é produzida por ultravioleta que são “quase” totalmente filtradas pela camada branca do revestimento interno das lampadas, mas uma quantidade significativa de irradiação ultravioleta escapa para o ambiente, se houver falhas no revestimento da lampada ela causa cegueira. É comum a lampada fluorescente desbotar objetos de cor preta expostas a este tipo de iluminação.

      VA:F [1.9.22_1171]
      Rating: -2 (from 2 votes)
  3. luis neves disse:

    boa noite ,peco desculpa pela ignorancia da minha parte sobre luzes mas tenho uma duvida que talvez me possao esclarecer ou ajudar,eu precisava de igualar ou pelo menos aproximar-me do fluxo e da eficiencia luminosa de duas lampadas que nem sei bem qual sera o seu valor em lumens/whatt so sei que devem gastar bem.. elas sao hqi 250w e hps 250w ,dentro das solucoes economicas que em cima me recomendao (flurescentes tubulares ,fluresnente opacas ou ate mesmo leds) o que me aconselhariao???

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    • Radamés disse:

      Olá, Luis:
      Você citou duas lâmpadas de vapor de sódio de alta potência. Embora tenham um consumo alto esse tipo de lâmpada tem alto rendimento, geram muitos lumens por watt de energia consumida. São indicadas para usos não residenciais como iluminação pública e de pátios externos. Para essas funções ela são as lâmpadas mais eficientes e não compensaria troca-las por lâmpadas fluorescentes ou de LED.

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
  4. Vcb disse:

    Tenho em uma garagem com lampadas fluorecentes que ficam ligadas 24 hs, se eu substituir estas lampadas por lampadas incandecentes ou economicas ligadas a um sensor de presenca individual para cada lampada eu irei economizar????

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    • Radamés disse:

      Não entendi porque as lâmpadas ficam ligadas o tempo todo. É uma garagem de condomínio? As fluorescentes podem ser conectadas em um circuito com sensor de presença sem problema. Agora se a garagem tem entra e sai o tempo todo as fluorescentes vão ter a vida útil reduzida, pois não são próprias para liga e desliga. As lâmpadas incandescentes resistem melhor ao acende apaga e pode ser interessantes caso fiquem ligadas por curtos períodos. Lembre porém que as incandescentes deixarão de ser vendidas no Brasil em breve.

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: +1 (from 1 vote)
  5. Estou fazendo estudos na empresa onde trabalho para deixar as salas com 500 lux, já fiz os cálculos e encontrei a melhor lâmpada led, minha duvida é se preciso de reator ou posso ligar direto na rede elétrica as T8 led?

    Grato

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


× quatro = 12

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>