Por que algumas pessoas não reciclam

O blog Care2 relacionou 5 motivos que explicam porque algumas pessoas não participam do esforço coletivo pela reciclagem de resíduos. Essas razões podem ser contestadas, poderíamos dizer que se tratam de desculpas de bêbado, mas seria melhor levá-las em conta se quisermos ampliar a reciclagem de resíduos. Não adianta apenas ignorá-las, até porque fazem sentido em muitos casos. O melhor é deixar os relutantes sem desculpas. Vejamos os cinco motivos:

  • Reciclar não é cômodo. Realmente, participar da reciclagem exige algum esforço. O consumidor que faz sua parte na cadeia da reciclagem precisa prestar atenção no seu lixo; tem que triar, preparar e armazenar o resíduo; deve se informar onde estão os pontos de coleta e se deslocar até eles para entregar seu resíduo. A reciclagem só vai ficar prática no dia em que encontrar um ponto de coleta de resíduos for tão fácil como comprar uma Coca-cola.
  • Não tenho espaço em casa para recicláveis. Para separar os resíduos corretamente, é preciso levar em conta os vários tipos possíveis: orgânico, vidro, plástico, metal, papel, pilhas, lâmpadas, óleo comestível, etc. Fica aí o desafio para os designers: criar uma solução de mobiliário prática para concentrar esses materiais em um espaço compacto e organizado.
  • Se me pagassem, eu reciclaria. A reciclagem é uma indústria rentável que faz inclusão social. É possível remunerar o consumidor pelos seus resíduos, mas é preciso cuidado para não inviabilizar o modelo de negócio ainda frágil dessa indústria. Além do mais, se o consumidor ganhar dinheiro com seus resíduos podemos iniciar uma bola de neve em que as pessoas ficarão propensas a gerar mais resíduos em vez de reduzi-los.
  • Reciclar não faz diferença. A mídia tem preferência por notícia ruim e costuma reservar mais espaço para falar de aquecimento global e desastres ecológicos do que para divulgar casos bem sucedidos de proteção ambiental. É preciso mudar a percepção das pessoas de que a causa ambiental está perdida.
  • Reciclar é difícil. A maioria dass pessoas não tem conhecimentos técnicos para separar seus resíduos. Não é simples saber se um material é reciclável ou não. Essa limitação dificulta deixar a triagem do lixo por conta do consumidor. Descomplicar a reciclagem passa por várias iniciativas como ensinar reciclagem nas escolas e impor regras para que a indústria limite a produção de embalagens complexas.

Veja também: Simulador de consumo de energia em Excel

Baixe a planilha e faça um cálculo preciso do consumo de energia elétrica em sua casa. Download Assista ao vídeo e veja como usar a planilha.

Deixar a reciclagem mais prática e fácil é importante, mas enquanto isso não acontece não vale ficar dando desculpa esfarrapada.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

2 pensamentos em “Por que algumas pessoas não reciclam”

  1. Fiquei surpresa com a declaração de que a reciclagem é uma indústria rentável… Se fosse assim, as empresas sérias de gestão de resíduos sólidos não precisariam cobrar pelo serviço… Hoje, a manufatura reversa e a venda de suas partes resultantes não é suficiente para custear todo processo, que vai desde a coleta até o adequado destino dos resíduos. Sem contar que a Política Nacional de Resíduos Sólidos já estaria implementada, enquanto permanece em discussão para sua regulamentação.

  2. “Reciclar é difícil. A maioria das* pessoas…” (Tem um “S” a mais no texto)
    Realmente, um dos problemas mais comuns é que as pessoas não acham um lugar para descartar o lixo. Aqui na minha cidade, encontra-se uma lixeira a cada 500 metros e as pessoas que tem o mal hábito de jogar o lixo no chão, nunca mudarão se não encontrarem lixeiras próximas a elas.
    O lixo é um problema mundial e temos que adotar essa causa.

Sua opinião me interessa