Arquivo da tag: matemática

12-12-12 12:12

Eu sei que o mundo só vai acabar no dia 21/12/2012, mas a data 12/12/12 me chama a atenção por conta de seus números repetidos. Tenho a impressão que algo inusitado pode acontecer no exato momento em que o relógio cravar cinco 12 no mostrador. Tudo bem que tive o mesmo pressentimento no ano passado por causa da aproximação de 11/11/11 11h11, mas nada de excepcional aconteceu, pelo menos nas órbitas do meu universo particular. Essa sequência de datas com repetições numéricas que começou em 01/01/01 01:01 se encerra em 2012 e só vai retornar no próximo século, considerando que não teremos 13/13/13 13h13. Por isso, apaixonados por regularidades numéricas aproveitem e abram um champanhe nessa última hora mágica do século.

Fim do mundo filme 2012

Datas com regularidades matemáticas sempre chamam a atenção. Ainda lembro de 02/04/08 16h32, de 08/09/10 11h12 e de 01/10/01 10h01.

Quem aguarda por números mágicos no calendário não deve entrar em desespero, pois eles continuarão existindo. O calendário sempre esconde regularidades numéricas interessantes, que talvez não tragam maremotos ou erupções vulcânicas, mas que encantam porque nos remetem à beleza da Matemática. Teremos outras datas misteriosas em breve. Uma dica para quem está sempre a espera de datas excepcionais; aguardem por 11/12/13 14h15 e 05/10/15 20h25. Quem realmente gosta de matemática vai gostar de 07/11/13 17h19.

Para que serve a Matemática?

Esses dias, meu filho me perguntou para que serve a Matemática? Por coincidência, a pergunta veio depois de uma nota baixa no boletim do primeiro trimestre. Fiquei sem resposta. Melhor: preferi não dar nenhuma das respostas padronizadas que me vieram à cabeça, pois a pergunta dele era retórica, praticamente um desabafo que precisava apenas ser ouvido e não contestado.

Fita de Moebius

 

Obviamente, a Matemática serve para muitas coisas e não me refiro à situações práticas como calcular usando uma trena quantos galões de tinta vão ser gastos para pintar a casa. Matemática forma o caráter, pois para estudá-la é preciso cultivar virtudes como a paciência e a dedicação. A matemática nos ensina a não depender de recompensas imediatas, já que seus frutos são colhidos a longo prazo. Pela Matemática entendemos o que é progressão do conhecimento. A Matemática estimula o desenvolvimento de competências externas a ela mesma como operar em níveis altos de abstração. Em outras palavras, a Matemática pode ajudá-lo a tomar decisões complexas e a prever cenários. A Matemática fortalece o intelecto e poderia ser toscamente comparada à uma ginástica cerebral. Enfim, a Matemática é repleta de utilidades não matemáticas.

Para os matemáticos, porém, o questionamento sobre a utilidade da Matemática é totalmente inútil. Utilidade? Como assim? O conhecimento é um fim em si, dirão, não requer utilidade para ser buscado. Basta ao matemático a maravilhosa sensação da descoberta dos mistérios dos números. Além disso, o conhecimento matemático é uma experiência estética. Sim, a Matemática é bela e a beleza só é bela na maioria dos casos porque é matemática. Por fim, a Matemática é mística. Galileu dizia que a Matemática é a linguagem usada por Deus para escrever o mundo.

Diante disso tudo, para que procurar utilidade para a Matemática? Talvez, eu não consiga com esses argumentos melhorar a relação do meu filho com os números e nem há razões para forçar essa aproximação. O mundo não funcionaria se todos tivessem os mesmos interesses. É matemático: precisamos de sociodiversidade.