Funções das teclas do teclado

Nos teclados físicos as funções das teclas variam muito de um programa para outro. Vamos falar das funções mais comuns.

Alt: (ALTernate) É uma tecla modificadora. Sozinha não faz nada. Devemos mantê-la apertada enquanto pressionamos outra tecla para que ela modifique a função da outra tecla. Cada programa usa a tecla ALT de um jeito próprio. Geralmente ela é usada em combinação com outras teclas para executar comandos de programa.

Alt GR: Tecla modificadora de outras teclas. Geralmente usada para modificar a função das teclas de caracteres permitindo escrever caracteres não exibidos no teclado comum como símbolo da libra (£) ou o dois sobrescrito (x²).

Back space: Com ela apagamos o caractere que está à esquerda do cursor de texto.

Caps Lock: Também chamada de Fixa é a tecla para fixar maiúsculas. Ativando CAPS LOCK o texto digitado sai todo em maiúsculas. Desativando CAPS LOCK o texto sai em minúsculas. A fixação de maiúsculas está ativa quando o led CAPS LOCK do teclado está aceso

Control: ou Ctrl. É uma tecla modificadora. Sozinha não faz nada. Segure CTRL apertada enquanto pressiona outra tecla. Geralmente o CTRL é usado em combinação com outras teclas para executar comandos de programa.

Delete: ou Del. A função desta tecla é apagar, excluir. É usada para apagar o caractere que está do lado direito do cursor de texto. Também apaga arquivos e objetos selecionados na tela.

End: Em geral esta tecla leva o cursor de texto para o fim da linha.

Enter: ou Return. É a tecla para confirmar comandos e para criar linha nova nos textos.

Esc: ou Escape. É a tecla para cancelar a operação em andamento no computador ou para voltar ao passo anterior

Fn: Aparece nos notebooks e tem função modificadora, ou seja, deve ser pressionada antes de outra tecla que terá sua função modificada. Em geral Fn habilita o comando do hardware pelas teclas F1, F2, etc. Torna possível aumentar ou diminuir o volume, brilho da tela, etc.

Home: Em geral esta tecla manda o cursor de texto para o início da linha.

Insert: ou Ins. Geralmente esta tecla é usada por programas de texto. Ela alterna entre o modo inserção e o modo sobreposição. O modo inserção acrescenta caracteres novos no meio de um texto existente sem apagar o que já foi digitado. O modo sobreposição faz o texto novo sobrepor e eliminar o texto anterior.

Num Lock: É do tipo liga/desliga. Quando seu led está aceso o teclado numérico fica ativo.

Page Up: Nos programas de texto, esta tecla movimenta o texto para baixo, exibindo o texto que estava oculto na parte superior da tela.

Page Down: Nos programas de texto, esta tecla move a página para cima, exibindo a parte do texto que estava oculto na parte inferior da tela.

Pause Break: No sistema DOS, esta tecla interrompe temporariamente a execução de um comando ou programa

Print Screen: No sistema DOS apertando esta tecla enviamos o conteúdo da tela para a impressora. No sistema operacional Windows esta tecla grava uma cópia da tela na área de transferência do Windows.

Scroll Lock: É do tipo liga/desliga. É usada para ativar e desativar o uso do teclado numérico para rolagem de páginas. A função Scroll Lock está ativa quando o seu led de teclado está aceso.

Shift: É uma tecla modificadora. Mantenha SHIFT pressionada enquanto pressiona outra tecla. A função mais comum de SHIFT é alternar entre maiúsculas e minúsculas durante a digitação.

Setas de rolagem: Em geral estas teclas movimentam o cursor dentro de um texto nas quatro direções possíveis: para cima, para baixo, para esquerda ou  para direita.

Tab: (TABulate). É a tecla de tabulação. Quando estiver digitando texto pressione TAB para saltar até a próxima marca de tabulação do texto.

Teclas de função: (F1, F2, F3, … F12) São teclas sem função específica mas que podem ser usadas pelos programadores para funções especiais. Cada programa usa as teclas de função de um jeito próprio. Muitas vezes o programa nem aproveita as teclas de função.

Windows: A tecla com a logomarca do Windows abre o menu Iniciar do Windows quando pressionada.

Um datilógrafo na era do teclado virtual

Este escriba que vos fala começou nas artes da escrita mecanizada em uma época que para ser presidente da república era preciso ingressar na academia militar. Fiz curso de datilografia no colégio de freiras do meu bairro onde aprendi a digitar com os dez dedos sem olhar para o teclado. A máquina de escrever Remington que usei no curso era coberta por uma tampa de madeira para impedir a visão das teclas. Eu colocava as mãos por baixo da tampa e começava a longa sequência de exercícios: asdfg hjklçasdfghjklç. Esclareço às novas gerações que máquina de escrever é um tipo de impressora que imprime enquanto digitamos.

Anos mais tarde, já com a cara pintada pelo impeachment de um certo presidente, comprei um computador 386 DX equipado com impressora matricial Epson. Fiquei maravilhado com as possibilidades do processador de texto e continuei digitando com os dez dedos no teclado do computador que era parecido com o da máquina de escrever. Parecido, mas diferente. Tive que adaptar meu cérebro às pequenas mudanças. Foi nessa época que fiquei sabendo da existência de incontáveis layouts de teclado e que era preciso dominar a arte da configuração desse periférico essencial.

Avançando mais no tempo, na época do presidente operário, novos teclados foram surgindo aos montes e aí a minha relação com as teclas começou a azedar. Como seria possível digitar mensagens de texto no celular usando apenas o polegar sobre um teclado minúsculo de dez teclas? Logo depois, chegaram os teclados virtuais dos smarthpones e tablets e atônito eu me enchi de dúvidas: onde fica o CTRL C + CTRL V dessa encrenca? Cadê o cê cedilha? Dá para colocar a bolinha de 1º?

Nos tablets de 10″ é dificil encaixar os dez dedos, em smartphones, nem pensar. Tudo bem que existem por aí campeões de digitação com os polegares e que alguns dedógrafos catadores de milho digitam rápido usando apenas os indicadores. Será que vou ter que reeducar meu cérebro e dedos para os novos dispositivos? Como fica o meu investimento no curso de datilografia? Não desanime, velho escriba, você já se desfez de outras habilidades obsoletas. Você sabia regular um carburador, lembra? O problema não é incorporar uma nova habilidade, mas ter que investir na sua aquisição para descartá-la logo adiante, substituindo-a por várias outras. Bem, vamos focar nas teclas. Vejam a seguir alguns prós e contras de cada dispositivo de digitação.

Teclado físico ABNT 2

Vantagens

  • Espaçamento confortável para digitação com 10 dedos.
  • Referências táteis para posicionar os dedos e sentir a digitação.
  • Mais de 100 teclas.

Desvantagens

  • Não dá para trocar de idioma (sistema de escrita).
  • Tem muitas peças móveis.
  • Acumula sujeira.
  • Precisa conectar com fio ou, então, requer bateria.

Teclado virtual para tablets

Vantagens

  • Dá para trocar de idioma (sistema de escrita) facilmente.
  • Sem peças móveis.
  • Não acumula sujeira.
  • Permite personalização de layout.

Desvantagens

  • Ausência de referências táteis.
  • Layout apertado em telas pequenas.
  • Ocupa área de tela.
  • Poucas teclas por conta do espaço reduzido.

Seria uma rabugice eu dizer que o teclado físico é melhor. Ele é apenas diferente do virtual e dá para fazer em um, tudo o que se faz no outro. Creio que soluções intermediárias como os tablets com teclado físico não vão prosperar. O mais provável é que o teclado virtual se imponha nos dispositivos móveis e os teclados físicos fiquem restritos a alguns contextos específicos de uso. Quem sabe no futuro os teclados holográficos se popularizem ou os comandos de voz nos façam esquecer definitivamente dos teclados. Em outras palavras: teremos que nos adaptar aos novos dispositivos continuamente. Mesmo entre os jovens será comum ouvir queixas sobre fadiga de novidade, afinal, a primeira vez é mágica, a segunda é interessante e da terceira em diante, oh, não lá vamos nós de novo.

Prova de caligrafia para quem só usa teclado

Estou desaprendendo a escrita manual. Quando escrevo à caneta parece que minha mão não me obedece mais. Minha letra nunca foi uma maravilha e agora está se tornando mais e mais garranchosa. O pior é que escrevo o tempo todo no trabalho e em casa. Como uso o teclado para redigir 99% dos meus textos, lentamente estou perdendo a habilidade para a caligrafia. Essa constatação me ajuda a refletir sobre alguns estudos surgidos recentemente sobre o potencial do computador para estimular o aprendizado. Tanto no Brasil como no exterior, esses estudos revelam que o uso do computador não melhora o desempenho dos alunos em avaliações como a Prova Brasil, aplicada nos alunos do Ensino Fundamental. Pelo contrário, indicam que o uso regular do computador está associado a uma queda no desempenho dos alunos nessas provas.

Uma leitura apressada desses estudos poderia nos levar à conclusão de que o computador prejudica o aprendizado e que seria melhor bani-lo da escola e do quarto dos estudantes. A minha letra garranchosa, entretanto, me leva à outra conclusão. Que valor vai ter no futuro uma caligrafia primorosa? Estou imaginando um mundo em que há teclados por todos os lados, além de computadores comandados por voz. As provas que avaliam o aprendizado dos alunos estão avaliando as competências corretas para o mundo de hoje? Com o computador, os alunos aprendem menos ou aprendem coisas que não se ensinava antes? Talvez essas provas estejam avaliando a caligrafia de alunos que são hábeis apenas em digitação.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

105 comentários em “Funções das teclas do teclado”

  1. cara o material que você apresentou a cima é otimo mas eu gostaria de saber se você poderia postar informações com uma linguagem mais simples e para quem esta aprendendo a digitar textos no wolrd.
    agradeço a atenção e espero respostas

  2. Eu acabei de fazeer uma super pesquisa ake mas eu idiei tirei um 0 na minha aula de informatica eu nunca tinha visto um site ou um blog tao ruiim quanto esse cruzeeeeeeeeees.

  3. Foi uma dica muito legal, pois nos preocupamos em usar o computador e muita das vezes não damosi mportância ao uso correto do teclado, saber realmente qual sua função.Aprendemos que o atalho é daquela forma e pronto, não procuraramos aprender na íntegra.Valeu.Obrigada.

  4. eu AMEI esse site e super bom!Ele me ajudou bastante!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. oieee!nao entendo o teclado do meu notebook,tenho dificuldade c coisas simples,como pontuacao,esses detalhesinhos….podem me ajudar por favor?meu not ta me dando de 10 x 0….kkkk….vlw

Sua opinião me interessa