Ranking dos partidos políticos brasileiros

Quais são os partidos políticos brasileiros com mais poder e influência política? Para responder à pergunta criamos o ranking objetivo dos partidos integralmente calculado no Excel. O ranking leva em consideração a influência política de mais de 10.000 mandatos eletivos do Brasil . Veja na tabela o ranking completo.

Congresso Nacional

Ranking

PosiçãoPartidoPoder político total% poder total
1PSDB826938,337%
2MDB711467,173%
3PSD685026,906%
4PT661986,674%
5DEM485234,892%
6PP467874,717%
7PSC375383,784%
8PSB369063,721%
9PSL366863,699%
10PL315663,182%
11PDT292112,945%
12PODE285252,876%
13Republicanos278982,813%
14NOVO216262,180%
15Cidadania174621,761%
16PTB125021,260%
17PROS120721,217%
18PCdoB113071,140%
19SD103081,039%
20PSOL84270,850%
21AVANTE82220,829%
22Patriota69680,702%
23PV62600,631%
24REDE47970,484%
25PRTB17340,175%
26DC12790,129%
27PTC12780,129%
28PMN10970,111%
29PMB5460,055%
30PCB430,004%
31PSTU00,000%
32PCO00,000%
33UP00,000%
Sem partido261,89326,189%

Como foi calculado o ranking?

A planilha que gerou o ranking contabiliza mais de 10.000 cargos eletivos, de presidente da República até vereadores. Imagine o poder político total do Brasil como um bolo de 1.000 kg. Cada político que exerce mandato eleitoral receberá uma fatia deste bolo. O peso de cada fatia é variável e depende de fatores como: poder (legislativo ou executivo), nível de governo (federal, estadual ou municipal) e do eleitorado governado ou representado pelo mandato.

Alguns critérios que foram adotados na elaboração do ranking:

  • Foram considerados apenas mandatos eletivos. Estes são a fonte primária do poder e são preenchidos por candidatos obrigatoriamente filiados a um partido político.
  • Poderes legislativo e executivo dividem o bolo por igual: 500 kg para cada poder.
  • Os níveis de governo tem pesos diferentes: federal = 5, estadual = 3 e municipal = 2.
  • O poder do legislativo federal é dividido em partes iguais para senado e câmara federal.
  • As fatias são distribuídas a cada mandato considerando o eleitorado governado ou representado.

Depois de determinar o poder político associado a cada mandato transfere-se esse poder para o partido do mandatário.

Bolo do poder político

Baixe a planilha completa

Baixe a planilha grátis no link abaixo e faça a análise do seu jeito.

Análise do ranking

Veja a análise em vídeo:

  • Presidente sem partido. Quando os dados foram coletados o Presidente da República estava sem partido. Com isso, a maior fatia individual do bolo político ficou sem associação a um partido. Quando o presidente se filiar a um partido novamente, este partido terá uma ascensão meteórica no ranking.
  • O peso de São Paulo. O PSDB está no topo do ranking principalmente por estar no governo de São Paulo e da capital paulista. O peso do eleitorado paulista amplia bastante o poder político dos tucanos.
  • O partido mais capilar. O MDB, segundo no ranking, é o partido com maior capilaridade, ou seja, sua presença está distribuída em todos os níveis de governo, do senado às pequenas prefeituras do interior.
  • Fragmentação. Nosso sistema partidário é muito fragmentado, ou seja, nenhum partido concentra mais do que 10% do poder político.
  • Queridinhos da elite. A elite cultural representada pela grande mídia tradicional não esconde suas preferências ideológicas. No entanto, os partidos que defendem a agenda dessa elite como PSOL e NOVO patinam na parte de baixo da tabela.
  • Ambientalismo em baixa. Os partidos do campo ideológico ambientalista não tem peso político no Brasil. O brasileiro não liga para o meio ambiente ou esses partidos não conseguem se comunicar com o eleitor?
  • Nulidade da extrema esquerda. Os partidos de extrema esquerda estão no fim do ranking com representatividade praticamente zero.

Fontes: TSEWikipediaCâmara federalSenado federalPresidência da República. Dados coletados em janeiro/2021.

Política

Veja também: Trace o seu perfil ideológico

Sua opinião me interessa