Comunicabilidade

Comunicabilidade é a qualidade do ato comunicativo otimizado, no qual a mensagem é transferida integral, correta, rápida e economicamente. A transmissão integral supõe que não há ruídos supressivos, deformantes ou concorrentes. A transmissão correta implica em identidade entre a mensagem mentada pelo emissor e pelo receptor. A rapidez supõe que se pratica o ato pela via mais curta. A economia presume que não são necessários retornos, esforços de decifração e compreensão. Pode-se falar numa comunicabilidade de código e de discurso.

Continue lendo “Comunicabilidade”

Veja também

Legibilidade

A leitura é um ato de percepção, tradução, decifração e compreensão. Percepção de signos visuais, de uma ordem espacial e da diagramação. Tradução, pois na leitura é feita a permuta de um código visual para um código linguístico. Decifração porque envolve o reconhecimento do signo. Compreensão porque, uma vez decifrado o signo, extrai-se dele a mensagem. Legibilidade é a qualidade da comunicação otimizada para a produtividade da leitura.

Continue lendo “Legibilidade”

Atratividade

Aratividade é a qualidade do discurso otimizado para estimular o travamento de contato com o receptor e, na seqüência, para a manutenção da sintonia.

Há dois casos extremos de postura do receptor com relação ao discurso emitido. No primeiro caso, a iniciativa da busca do contato é do receptor, em função de seu interesse particular. É o caso, por exemplo, do leitor que abre um livro de seu interesse para estudo ou lazer. No segundo caso, temos o texto que o leitor não está propenso antecipadamente a ler, como por exemplo um cartaz de rua. O cartaz de rua é o tipo de texto que necessita de boa atratividade para surtir o efeito comunicativo.

Continue lendo “Atratividade”

Quantidade de informação

Há dois modos de entender a informação: como significante e como significado. Como significante é o modo que adota a Teoria da Informação. Entendida como significante, informação é o discurso tomado como coisa, como objetividade que veicula uma mensagem, que ocupa espaço de estocagem e tempo de transmissão.

Continue lendo “Quantidade de informação”

Conotação

Nem toda palavra é neutra, de uso geral, de significado único e preciso. Isso se deve à conotação. Vejamos algumas ocorrências relacionadas à conotação.

Termos referencialmente sinônimos. Vamos considerar os termos ‘música sertaneja’ e ‘música caipira’. Os dois termos apontam para o mesmo referente embora apareçam nos discursos em distribuição complementar, ou seja, nos contextos em que se usa um não se usa outro. Isso se deve a impressões e opiniões agregadas a cada termo acerca do referente. Quando se usa ‘música caipira’, fica subentendido que a música é de má qualidade, de baixa índole, etc. Caso se use ‘música sertaneja’, subentende-se música de boa qualidade.

Continue lendo “Conotação”