Frases com mais de um verbo

A gramática do português permite construir frases com dois ou mais verbos mas existem modelos bem definidos que estabelecem como essas ocorrências simultâneas podem acontecer. Antes de partirmos para o estudo desses modelos, vamos analisar três enunciados que apresentam mais de um verbo.

  • Vimvivenci.
  • Ela reagiu chorando.
  • Tenho pensado no assunto.
Combinações verbais

No primeiro enunciado, temos três verbos colocados lado a lado, mas uma observação atenta nos mostra que se trata de três frases distintas, cada qual com seu verbo. Os verbos não pertencem à mesma frase. Esse não é o tipo de enunciado que queremos analisar aqui.

No segundo enunciado, temos dois verbos lado a lado. Trata-se de uma só frase e, observando bem, vemos que o verbo no gerúndio não pertence ao mesmo sintagma do primeiro verbo. O verbo no gerúndio funciona como adjunto adverbial da frase. Também percebemos que cada um dos verbos preserva seu significado nocional típico. Nesse exemplo, temos uma frase com dois verbos em que cada um desempenha função sintática distinta.

No terceiro enunciado, também temos dois verbos lado a lado. O primeiro verbo não porta seu significado nocional típico, o segundo está no particípio e ambos pertencem ao mesmo sintagma. Nesse caso, temos dois verbos que cooperam para realizar uma mesma função sintática e semântica na frase.

Combinações verbais. Embora seja comum entre os linguistas tratar ocorrências do terceiro tipo como locução verbal, cremos que existem restrições a essa prática. De nossa parte, não vamos insistir muito nessa ideia porque ela depende da maneira como se faz a análise sintática da frase. Preferimos tratar a ocorrência simultânea de verbos em uma mesma frase como combinação verbal, ou seja, como uma simultaneidade em que os verbos se relacionam por regras bem definidas.

Em nossa análise, vamos nos ocupar dos casos em que verbos ocorrem na mesma frase, mas  lembrando que isso pode se dar de duas formas: com os verbos exercendo funções sintáticas distintas ou então,  cooperando para realizar uma mesma função. Não vamos nos preocupar porém, em tratar esses dois casos distintamente.

As combinações verbais se inserem no contexto mais amplo da sintaxe da frase, mas por enquanto vamos nos focar somente nas relações entre verbos.

Modelos de combinação de verbos

As combinações de verbos em uma frase seguem modelos bem definidos. Alguns desses modelos são:

  • Ter/haver + V particípio (THP)
    Ex.: tenho trabalhado, havia encontrado.
  • Ser/estar + V particípio (SEP)
    Ex.: foram vencidos, estava confiscado.
  • Estar + V gerúndio (EG)
    Ex.: estiveste estudando, estarei viajando.
  • V + complemento verbal (VCV)
    Ex.: Tentarei comparecer, consegui acabar.

Regularidades dos modelos

Várias regularidades podem ser observadas em frases que apresentam combinações verbais. Vejamos algumas delas:

  • Os modelos de combinações verbais são binários, ou seja, envolvem dois verbos.
    Ex.: tenho trabalhado, foi vendido, está dormindo.
  • Frases que apresentam mais de dois verbos são geradas por encadeamento de modelos binários.
    Ex.: tenho sido enganado. No exemplo, temos o encadeamento de dois modelos binários, o THP com o SEP.
  • O primeiro verbo na ordem de emissão é o que porta as informações de categorias morfológicas e, por isso, pode se apresentar em flexões que definem tempo, modo e aspecto.
  • O segundo verbo e os que lhe seguem, só podem empregados nas chamadas flexões nominais (gerúndio, infinitivo ou particípio), indefinidas em tempo, modo e aspecto.
    Ex.: Pode querer tentar voltar. No exemplo, apenas o primeiro verbo está definido em tempo, modo e aspecto. Os demais estão em flexão nominal.
  • O último verbo da combinação porta significado nocional, o que nem sempre ocorre com os demais verbos da combinação.
    Ex.: Tínhamos sido agraciados. Somente o último verbo da combinação porta significado nocional. Os demais, tem seu sentido nocional dissipado.
  • A flexão do verbo à direita é determinada pelo verbo à esquerda.
    Ex.: tinha sido convencido. O verbo ter define a flexão particípio para o verbo ser porque assim pede o modelo THP. O verbo ser define o particípio para o verbo convencer, pois assim exige o modelo SEP.
  • Verbos usados na primeira posição do modelo podem se repetir na última posição, desta vez portando significado nocional.
    Ex.: ia indo, tenho tido.

Combinações verbais simultâneas

As combinações verbais ou tempos compostos do português podem ocorrer simultaneamente na frase sob dadas condições. A simultaneidade segue um rico processo de encadeamentos. Vejamos alguns exemplos:

  • Modelo THP encadeado com o modelo SEP.
    Os vôos têm sido cancelados diariamente.
  • Modelo EG encadeado com o modelo SEP.
    As peças estão sendo vistoriadas pelo fiscal.
  • Modelo THP encadeado com o modelo EG.
    O vendedor tem estado viajando por meses.

A expressão genérica para combinações simultâneas é a seguinte:

SV = ([Vvcv (Prep)]n) (Vthp) (Veg) (Vsep) ([Vvcv (Prep)]n) Vn

O primeiro verbo da série pode se apresentar em outras flexões que não as nominais (gerúndio, infinitivo e particípio).

Vvcv condiciona o infinitivo para o verbo adjacente à direita.

Vthp condiciona o particípio para o verbo adjacente à direita.

Veg condiciona o gerúndio para o verbo adjacente à direita.

Vsep condiciona o particípio para o verbo adjacente à direita.

O último verbo da seqüência sempre é nocional, ou seja, preserva seu significado nocional.

Veja exemplos que ilustram a validade da expressão genérica.

Combinações verbais

Clique na imagem para ampliar

Quanto mais verbos forem usados simultaneamente em uma frase, maior a dificuldade de processamento. Em função disso, frases com muitas combinações simultâneas podem resultar inaceitáveis para boa parte dos falantes. É o caso do exemplo a seguir:

* Ele pode ter estado sendo obrigado a cooperar no caso.

A frase anterior é um exemplo completo do modelo proposto de combinações simultâneas, mas é de difícil processamento e os falantes não constroem frases assim pois trata-se de um exagero que ultrapassa os limites da aceitabilidade.

Veja outros tempos verbais compostos

Veja também:

Temos que falar o português correto? Uma questão polarizada há décadas.

Download gratuito:

  Conjugador de verbos em Excel

   Narratologia – a arte de contar histórias

   Elementos de Retórica

1 pensou em “Frases com mais de um verbo

Sua opinião me interessa