Locativos

A classe dos locativos é fechada e compostas por palavras invariantes, não flexionadas. Comportam-se como pronomes na maioria dos casos, ou seja, substituem a contento sintagmas substantivos. Na Gramática Tradicional os locativos são tratados como advérbios de lugar.

Locativos em função de pronome

Observe a série:

  • Sou de Curitiba.
    Sou daqui.
  • Venha até Curitiba.
    Venha até aqui.
  • Ele é de São Paulo.
    Ele é de.
  • Vou até São Paulo.
    Vou até .

Veja que aqui e , substituem a contendo Curitiba e em São Paulo. Nesse caso, aqui e estão em função substantiva e se comportam como pronomes.

Observe outra série:

  • Estou em Curitiba
    Estou aqui.
  • Estive em São Paulo.
    Estive .

Repare que aqui e podem desempenhar função adverbial, sem auxílio de preposição, o que não é possível a substantivos.

  • Estou Curitiba.
  • Estive São Paulo.

Uma das possíveis razões para a inaceitabilidade das frases acima é sua imprevisibilidade, já que existem outras possibilidades a considerar como:

  • Estou perto de Curitiba.
  • Estou longe de Curitiba.
  • Estou fora de Curitiba.

Locativos em função adverbial

Nesse caso, os locativos operam com preposições.

  • A obra está abaixo da crítica.
  • Cidadão acima de qualquer suspeita.
  • O carro desgovernado passou através do vidro da loja.

Análise semântica dos locativos

A função principal dos locativos é estabelecer posicionamentos espaciais relativos entre objetos. Em muitos casos, os objetos considerados incluem as pessoas do discurso.

  • O livro está aqui. (Está próximo ao emissor da frase).
  • O livro está . (Está próximo ao receptor da frase).
  • O livro está . (Afastado tanto do emissor quanto do receptor).

Nos exemplos, os locais onde o livro se encontra são explicitados a partir de seu posicionamento em relação às pessoas do discurso. Se disséssemos que o livro está algures, aí o posicionamento ficaria indefinido (em algum lugar).

Os posicionamentos indicados pelos locativos envolvem dois objetos explícitos ou não.

  • O posto está logo adiante. (Em local próximo de quem fala e na direção que o falante segue).
  • Estamos perto do destino. (O destino está próximo de quem fala).

Por analogia, as ideias de posicionamento relativo podem se estender a ideias abstratas. Veja exemplos:

  • Sua atitude foi além dos limites.
  • Fomos colocados diante do destino.

Principais locativos

Veja uma lista de locativos comuns do nosso idioma:

  • Abaixo
  • Acima
  • Acolá
  • Adiante
  • Além
  • Algures
  • Alhures
  • Ali
  • Aquém
  • Aqui
  • Atrás
  • Através
  • Defronte
  • Dentro
  • Detrás
  • Diante
  • Fora
  • Junto
  • Longe
  • Onde
  • Perto

Veja também:

Temos que falar o português correto? Uma questão polarizada há décadas.

Download gratuito:

  Conjugador de verbos em Excel

   Narratologia – a arte de contar histórias

   Elementos de Retórica

Sua opinião me interessa