Arquivo da tag: política

Z

Política como caso de polícia

Z
Direção de Costa-Gavras
1967 : Argélia : 127 min
Com Yves Montand (Doutor),
Irene Papas (Helene) e
Jean-Louis Trintignant (Magistrado)

Z é um thriller político descaradamente maniqueísta. Os bons do filme são cavalheiros altruístas, dedicados, austeros, intelectuais e bonitões. Eles lutam por uma causa justa e erguem bandeiras pela democracia, pelo pacifismo e pela independência das nações. Os maus, por outro lado, são toscos, truculentos, cômicos e abraçam causas de direita unicamente por conta de interesses mesquinhos. Os maus preferem a ditadura, o anticomunismo, a xenofobia; no entanto, vão ao teatro ver o balé bolshoi e um deles é pederasta. Seriam as contradições expostas da direita tacanha que pratica o que critica? Z mostra um mundo polarizado: nobres cruzados da política elegante contra rudes defensores do status quo retrógrado. Será que o mundo é simples e raso assim? Então, porque considerar Z um filme de grande importância? Primeiro, porque é baseado em fatos reais, depois, porque a visão implícita nas lentes de Z é um produto da Guerra Fria que, por extensão, retrata também outras realidades políticas desse mundão de Deus.

Continue lendo Z

Triunfo da vontade

Triunfo da manipulação

Triumph des villens
Direção de Leni Riefenstahl
1935 : Alemanha :  114 min
Documentário sobre o sexto congresso do Partido Nazista em Nuremberg

Enquanto via a procissão infindável de rostos exibidos em Triunfo da Vontade, veio-me à cabeça uma pergunta: quantos desses arianos sólidos e confiantes estariam vivos onze anos após as filmagens? Não muitos, provavelmente, a começar por Hitler e seus seguidores mais próximos.

Triunfo da vontade é um documentário rodado em uma semana para cobrir o sexto congresso do Partido Nazista de 1934 em Nuremberg. Uma super produção que utilizou 36 câmeras, em sintonia com as dimensões do gigantesco evento promovido por Hitler para consolidar seu poder sobre o partido nazista e sobre a Alemanha. A própria estrutura do congresso foi pensada para favorecer as filmagens, por isso, Triunfo da vontade é mais que um documentário, é História em si. A linha do documentário é anunciada já nos créditos iniciais quando lemos a frase: “Autorizado por ordem do führer.” O próprio ditador sugeriu o nome para o filme, em uma referência à vontade de potência, enaltecida por Nietsche e vista por Hitler como motor da História.

Continue lendo Triunfo da vontade

V de vingança

A de anarquia, T de terror

V for Vendetta
Direção de James McTeigue
2006 : Alemanha/EUA : 132 min
Com Natalie Portman (Evey),
Hugo Weaving (V),
Stephen Rhea (Finch) e
John Hurt (Sutler)

V de Vingança é praticamente um manual da ação política não convencional, se é que me entendem, aquela que se faz com explosivos e detonadores. V, o herói mascarado do filme tem a biografia trágica dos mártires que são postos pelo destino à frente de uma causa. Sua vida foi destruída por um regime político totalitário e agora ele vive no mundo subterrâneo onde há anos prepara meticulosamente seu plano para libertar a Inglaterra das trevas. A Inglaterra do filme está mergulhada em uma ditadura comandada pelo sinistro chanceler Adam Sutler. O objetivo de V é salvar a Inglaterra da violência política e para isso, lança mão de altas doses de … violência.

Continue lendo V de vingança