Usos do verbo – indicativo passado pontual

Trabalhei, trabalhaste, trabalhou,
trabalhamos, trabalhastes, trabalharam

Pretérito perfeito do indicativo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

Ação pontual passada

O uso mais comum deste tempo verbal ocorre na expressão de ações pontuais passadas. Exemplos:

Usos do verbo

Ele vendeu o terreno há mais de um ano.

O Brasil foi campeão mundial de futebol em 1970.

Em alguns casos, não é nítida a fronteira entre ação pontual e costumeira, como na frase a seguir:

Ele estudou engenharia por cinco anos.

Na frase, foi empregado o verbo no indicativo passado pontual, o que nos leva a crer que a ação expressa é pontual. No entanto, podemos nos questionar: uma ação que se estendeu por cinco anos não poderia ser tratada como costumeira? Provavelmente, sim. Mas é o emissor quem decide se trata a ação como pontual ou costumeira dependendo do contexto. Em alguns casos, as fronteiras entre um caso e outro não são bem demarcadas e fica por conta de quem fala optar pela solução que mais lhe convém.

Veja outros usos dos tempos verbais

Tempo verbalNomenclatura gramatical brasileira
Indicativo presentePresente do indicativo
Indicativo passado pontualPretérito perfeito do indicativo
Indicativo passado durativoPretérito imperfeito do indicativo
Indicativo passado anteriorPretérito mais que perfeito do indicativo
Indicativo passado posteriorFuturo do pretérito do indicativo
Indicativo futuroFuturo do presente do indicativo
Subjuntivo presentePresente do subjuntivo
Subjuntivo passadoPretérito imperfeito do subjuntivo
Subjuntivo futuroFuturo do subjuntivo
ImperativoImperativo

Veja também:

Temos que falar o português correto? Uma questão polarizada há décadas.

Download gratuito:

  Conjugador de verbos em Excel

   Narratologia – a arte de contar histórias

   Elementos de Retórica

Sua opinião me interessa