Usos do verbo – indicativo passado pontual

Trabalhei, trabalhaste, trabalhou,
trabalhamos, trabalhastes, trabalharam

Pretérito perfeito do indicativo (pela Nomenclatura Gramatical Brasileira).

Ação pontual passada

O uso mais comum deste tempo verbal ocorre na expressão de ações pontuais passadas. Exemplos:

Ele vendeu o terreno há mais de um ano.

O Brasil foi campeão mundial de futebol em 1970.

Em alguns casos, não é nítida a fronteira entre ação pontual e costumeira, como na frase a seguir:

Ele estudou engenharia por cinco anos.


Veja também: Conjugador de verbos em Excel

Para provar que existe lógica em nossa língua resolvi criar um conjugador de verbos em Excel. Baixe a planilha e use no celular ou no computador. Download Assista ao vídeo, veja como a planilha funciona e entenda melhor o nosso sistema de verbos.

Na frase, foi empregado o verbo no indicativo passado pontual, o que nos leva a crer que a ação expressa é pontual. No entanto, podemos nos questionar: uma ação que se estendeu por cinco anos não poderia ser tratada como costumeira? Provavelmente, sim. Mas é o emissor quem decide se trata a ação como pontual ou costumeira dependendo do contexto. Em alguns casos, as fronteiras entre um caso e outro não são bem demarcadas e fica por conta de quem fala optar pela solução que mais lhe convém.

Autor: Radamés

Engenheiro curitibano pela UFPR, professor e produtor de conteúdos e ferramentas educacionais para a Internet.

Sua opinião me interessa