Ler muito enlouquece?

A leitura faz bem. Embora alguns considerem que toda leitura é bem-vinda, prefiro me restringir às boas, deixando de fora diarreias mentais como o jornal Hora do Povo ou a revista Caras. A sabedoria popular, porém, diz que ler demais, se não enlouquece, pode deixar o cara meio esquisitão. Em uma fase da minha vida fui um leitor compulsivo, então posso dar meu testemunho de ex-quisitão. Realmente, excesso de leitura tem efeitos colaterais e pode deixar sequelas. No meu caso, o resíduo daquele período foi uma estante de mil livros e uma certa rabugice crônica.

A sabedoria popular não é levada a sério nos dias atuais a não ser que algum especialista comprove cientificamente que há fundamento na crendice da plebe. Nesse caso, creio que os eventuais malefícios do excesso de leitura ficarão sem um estudo adequado. Os especialistas que poderiam se debruçar sobre a questão, geralmente, são pessoas que leem muito. Será que algum deles estaria disposto a provar uma tese que depõe contra a corporação dos intelectuais?

Perdoem meu exagerado relativismo, mas meu objetivo não é provar se muita leitura é bom ou ruim. Sinceramente, acho  que ler compulsivamente é menos grave do que não ler. O que pretendo é combater toda ditadura de ideias sejam elas de maioria ou de minoria. O bom senso manda levar em conta a sabedoria popular sempre que possível,mas sem que o comportamento da maioria tenha que ser seguido por todos. Da mesma forma, é preciso ficar com um pé atrás sempre que um grupo deseja impor seus valores como padrão para toda a sociedade. Ler muito ou pouco deve ser uma decisão sua, portanto.

Leitores compulsivos são uma minoria desprezível da sociedade que contrasta com uma massa de não leitores. São pontos fora da curva, mas não consigo lembrar de nenhum bom motivo para eles buscarem alinhamento com a maioria nesse quesito.  Desempenhos excepcionais requerem esforços foram do normal. Além disso, quem precisa ser normal para ser feliz?

Veja também: Conjugador de verbos em Excel

Para provar que existe lógica em nossa língua resolvi criar um conjugador de verbos em Excel. Baixe a planilha e use no celular ou no computador.
Download

Assista ao vídeo, veja como a planilha funciona e entenda melhor o nosso sistema de verbos.

3 pensou em “Ler muito enlouquece?

  1. Eu amo ler, mas quando pego um bom livro simplismente nao consigo parar de ler, as vezes fico o dia todo sem comer, com um livro na mao. mas nesses dias quando consigo parar (geralmente a noite) fico muito pensativa, qualquer palavra, atitude, resposta, que tenho ou alguem tem fico pensando nela. fico identificando os outros e a mim com os personagens dos livros que leio, sou capaz de ficar horas assim e quando dou por mim acho que vou ficar louca e estou com”uma certa rabugice crônica.”
    Deito na cama mais ou menos 1 hora antes do que pretendo realmene dormir, porque nao consigo deitar a cabeça no traviseiro e simplismente “apagar”, tenho que pensar no que aconteceu no meu dia e o que provavelmente acontecera no proximo dia para so depois me cansar e dormir.

    E as coisas so aumentaram quando li um livro que dizia que tudo que pensamos pode acontecer e que devemos pesar nossos pensamentos, mas acho que minha balança quebrou com tanta coisa que passa pela minha cabeça.
    rsrsrsr (do geito que eu falei ate parece engraçado, mas nao é)

  2. Sim; ler é algo bom, bastante bom, a rigor. Não porque fornece alguma sabedoria ou cultura. No entanto, penso, em razão de franquear mais habilidade intelectual e propriedades mentais. O humano é basicamente aquele que pensa. Logo, ler é coisa a qual nos torna ou pode fazer mais humanos.

Sua opinião me interessa